Namorar menina adolescente

Patr√≠cia 04.03.2020. Ol√°‚ĶMeu filho de 15 anos come√ßou a namorar, at√© ai tranquilo, mas pouco tempo ja come√ßou a faltar na escola, mentir, faltar no curso, gastar dinheiro de pagar o curso com a menina‚Ķ.Eu estou pirandooooo Ele est√° mentindo mto. √Č permitido adolescente namorar menor de 14 anos? Gostaria de saber se posso namorar uma menina de 13 anos, tendo em mente que tenho 16. Apenas beijos? OBS: Ela tem maturidade o suficiente pra entender sobre o assunto. perguntado em 3 de janeiro de 2020 em Processo Penal an√īnimo. Escrevi esse texto quando a minha filha tinha 13 anos e ainda n√£o namorava, mas as dicas da psic√≥loga sobre primeiro namoro da filha s√£o valiosas e usei todas quando chegou a hora. Por aqui, o primeiro namoro da filha j√° dura mais de 1 ano e as dicas desse post foram fundamentais para quando<!-- Ela foi menina, brincou de pega pega e colhia flores silvestres. Ela se tornou adolescente, se apaixonou, viveu algumas hist√≥rias de amor, magoou alguns cora√ß√Ķes e algu√©m partiu o dela. Ela se tornou mulher, viveu e sabe diferenciar amor de paix√£o, mas a menina ainda vive dentro da sua alma a implorar que ela n√£o perca o entusiamo que √© ... Certa adolescente disse que ‚Äúcome√ßava a namorar numa semana e terminava na outra‚ÄĚ. Isso mostra claramente que n√£o √© recomend√°vel namorar quando se est√° na ‚Äúflor da juventude‚ÄĚ. √Č melhor esperar at√© conhecer bem a si mesmo, as suas prefer√™ncias e avers√Ķes, e os alvos que pretende alcan√ßar. Namoro adolescente. Mariagrazia; 16.06.20; Eu tenho 16 anos quero namorar uma menina de 16. Eu posso fazer isso ou √© crime? A minha tia n√£o quer deixar. Diga-me o que fazer com esta situa√ß√£o. Caro Leitor, Aos 16 anos j√° tem idade para namorar. Adolescente de 13 anos precisa de autoriza√ß√£o dos pais para namorar? Eu tenho 13 anos fa√ßo 14 m√™s que vem, eu gosto muito de um menino de 16 anos ele tamb√©m gosta muito de mim,mais agente j√° fico algumas vezes e meu pai descobriu ele converso cmg com calma,mais eles at√© falaram que se eu quiser namorar √© s√≥ falar com eles,pra eles ... Como Namorar na Adolesc√™ncia (para Meninas). Durante a adolesc√™ncia, muitas garotas costumam enfrentar dificuldades tentando descobrir a forma 'certa' de se fazer cada coisa, e talvez suas amigas tenham come√ßado a namorar e voc√™ n√£o queira... A segunda dica sobre como seduzir um adolescente √© aproximar seu esmagamento casualmente e iniciar uma normais conversa√ß√£o. Ao iniciar uma conversa com uma garota, voc√™ n√£o deve abertamente sobre um assunto delicado. Isso ir√° ajud√°-lo a construir sua imagem como um homem sutil nos olhos de sua menina. Como Criar Meninas Adolescentes. Ningu√©m disse que criar meninas seria f√°cil, especialmente adolescentes. A crian√ßa que antes era bonita e falante se transformou em uma criatura cheia de emo√ß√Ķes complicadas, que quer ficar sozinha e...

ūüė≥ūüĎČūüŹĽūüĎąūüŹĽ

2020.09.10 23:51 Helamaa ūüė≥ūüĎČūüŹĽūüĎąūüŹĽ

a car√™ncia t√° imoral e eu t√ī procurando uma namoradinha, se vcs conhecerem alguma mina que tenha esses requisitos, me avisem redpillada channer, dogoleira, wgtow, ancap, , jogadora de poker, bv, virgem, sem amigos, crente, f√£ da UDR,magrela, footlet,escuta Chico Buarque, weeabo, hikkimori, otaku, gameri, hetero,federal,trader de bitcoin,hacker, defacer, cubista, penspinner, recordista de memoriza√ß√£o de baralhos, timida, m√£e de pet, hidratada, n√£o consumidora de a√ßucar, saud√°vel, youtuber, netolover, pooper, cambista, shitposter, anarquista, materialista, roquista, travesquista, mono talon vlogger, blogueira, e-girl, intolerante a lactose, intolerante a gluten, grinder e hipn√≥loga, fiel, niilista existencialista, metaleira, headbanguer, pelo no suvaco, patriota, masoquista, ballbuster, jogadora de minecraft, buceta fedida, que n√£o tenha medo de chuta minhas bolas pelo amor de deus eu nao consigo encontrar uma menina pra chutar minhas bolas por favor deus eu imploro nao agusnto mais isso nao eh um meme porque voces tem medo de me chutar no saco. Ra√ßa: n√≥rdica Altura: 170cm+ Pele: 1 ou 2 (Fitzpatrick) Olhos: 7+ (Martin) Cabelos: qualquer cor, mas apenas lisos ou ondulados (FIA) Nariz: reto ou virado para cima Cr√Ęnio: dolico ou mesocef√°lico √ďculos: n√£o Aparelhos: n√£o Queixo furado: n√£o Covinhas: n√£o Orelha presa: n√£o Orelha de abano: n√£o Franja em V: n√£o Pelos no corpo: muito pouco Tatuagem: n√£o Gradua√ß√£o: apenas cursos voltados √† pesquisa Faculdade: apenas bem conceituadas Habilidades matem√°ticas: sim Idiomas: flu√™ncia em ingl√™s e mais outro idioma √Ālcool, cigarro, drogas: n√£o, nenhum Personalidade: introvers√£o Cultura: europeia ocidental RELIGI√ÉO: Crist√£ Ortodoxa Gostar de escutar rog√©rio skylab:
Para ser sincero, voc√™ precisa ter um QI muito alto para entender Rog√©rio Skylab Para ser sincero, voc√™ precisa ter um QI muito alto para entender Rog√©rio Skylab. O humor √© extremamente sutil e, sem uma compreens√£o s√≥lida de filosofia moderna, a maioria das piadas vai passar despercebida pelo telespectador m√©dio. H√° tamb√©m a vis√£o niilista de Rog√©rio, que est√° habilmente tecida em sua caracteriza√ß√£o - sua filosofia pessoal se baseia fortemente na literatura de Nododaya Volya, por exemplo. Os f√£s entendem essas coisas; eles t√™m a capacidade intelectual para realmente apreciar a profundidade dessas piadas, para perceber que elas n√£o s√£o apenas engra√ßadas - elas dizem algo profundo sobre a VIDA. Como conseq√ľ√™ncia, as pessoas que n√£o gostam de Rog√©rio Skylab s√£o verdadeiros idiotas - √© claro que eles n√£o apreciariam, por exemplo, o humor no bord√£o existencial de Rog√©rio "Chico Xavier √© viado e Roberto Carlos tem perna de pau", que √© uma refer√™ncia cript√≠ca para o √©pico Pais e Filhos do russo Turgenev. Estou sorrindo agora mesmo imaginando um desses coitados simplistas co√ßando a cabe√ßa em confus√£o enquanto as m√ļsicas se desenrolam na tela de seu computador. Que tolos‚Ķ como eu tenho pena deles. E sim, a prop√≥sito, eu tenho uma tatuagem do Rog√©rio Skylab. E n√£o, voc√™ n√£o pode v√™-la. √Č s√≥ para os olhos das damas. E mesmo elas, precisam demonstrar de antem√£o que possuem um QI com diferen√ßa absoluta de no m√°ximo 5 pontos do meu (de prefer√™ncia para baixo).
Rotina, Habitos e interesses: Nofap + Banho Gelado + comer carne crua + comer virado pra parede + biohack + dormir no ch√£o + Jordan Peterson + mewing + HBD + PUA + jelq + dormir 5 horas por dia + caf√© gelado sem a√ß√ļcar + hipismo + compila√ß√£o mitadas En√©as + alho cru + podcast do Joe Rogan + redpill + Brain Force + Jejum + medita√ß√£o iasd + m√ļsicas para concentra√ß√£o, foco e intelig√™ncia + teste de QI da internet + grupos de linhagem viking do facebook + ficar longe do poste de internet 4G + youtube do varg vikernes + ess√™ncia de morango da turma da m√īnica no narguil√© + jogar vape na cara de todo mundo que tentar entrar no bloco da faculdade + 5 segundos de calistenia no deserto do atacama + darkcel + √≥culos do a√©cio na foto de perfil + ler quotes do nietzsche no brainy quote + criar galinha no quarto sem os pais saberem + Alho cru + uma colher de azeite quando acorda e outra antes de dormir + jejum de 24hrs a cada 72hrs + assistir VT no premiere logo que chega do est√°dio + canal Ultras World + LibreFighting + Operation Werewolf + comprar os artigos do Paul Waggener + Centhurion METHOD + humilliation exposure com a finalidade de criar uma crosta na sua mente capaz de desenvolver uma resili√™ncia que resiste √† humilha√ß√£o como se ela fosse nada + tomar banho descal√ßo em chuveiro de academia com ch√£o mijado + muscula√ß√£o caseira + hackear o sono + Empreender + 10 livros de auto ajuda por m√™s + PUA + Selo super f√£ da f√ļria e tradi√ß√£o + Biokinesis + 432hz music + Mexer o pau sem piscar o c√ļ + medita√ß√£o transcendental + veganismo + minoxidil para cultivar uma barba + filmografia Jason Stataham + assistir vikings + redpill + ir no cinema sozinho + treino saitama + coach qu√Ęntico + enema de caf√© + dieta lair ribeiro + agua alcalina + O M√©todo de Wim Hof + sabedoria hiperb√≥rea + artigos da Nova Resist√™ncia + Biblioteca do D√≠dimo Matos + dormir virado pra patede assoviando no escuro pra espantar o curupira + dar 3 pulinhos toda vez que levantar da cama + dizer am√©m quando um 1113 azul passar por voc√™ na rua + 100 flex√Ķes por dia + 6 meses de jelq + injacula√ß√£o guiada + sociedade thule + energia vril + chap√©u de alum√≠nio para se proteger das armas psicotronicas emitidas pela CIA + caderno de anota√ß√Ķes smiliguido + pedir a b√™n√ß√£o ao carteiro toda segunda de manh√£ + 3 horas de academia + 4 horas de corrida + mascar caf√© + exerc√≠cios penianos do Dr. Rey + maratona saga Rocky + trilha sonora saga Rocky + trilogia Mercen√°rios + filmes do Jason Statham + assoviar o hino do Palmeiras de ponta-cabe√ßa + intro do Canal do Nicola em loop + palestras do Antonio Conte + v√≠deos do Rodrigo Baltar + dicas do Gustavo Gambit + aulas de italiano + dormir ouvindo Ultraje a Rigor + ler Walden pelado na mata atl√Ęntica de madrugada + ouvir m√ļsicas em velocidade aumentada + canto gregoriano √°rabe + ensinar hino do botafogo pra calopsita + fritar comida com banha de porco + assistir videos de situa√ßoes de risco com a finalidade de se preparar para o perigo + Terapia Holistica com formandos da UFPR no Jardim Bot√Ęnico + Radiestesia para harmonizar vibra√ß√£o da casa + Metatron 432HZ no YouTube entoando a ora√ß√£o EU SOU + ler O C√≥digo da Vinci + Jesus Qu√Ęntico + Barra Fixa na pra√ßa de madrugada escutando audiolivro do Jordan Peterson na voz do cara dos Fatos Desconhecidos + grupo POPEYE AFIANDO A PIKA + MyInstants AEEE KASINAO + Memes do Fausto Silva + ler O Evangelho dos Animais + stories do Copini no Instagram + Canal SocialGames7 com Gustavo Gambit e CIA + textos de Raphael Machado (Nova Resist√™ncia) + ser ex-membro do grupo Comunismo Ortodoxo + Monja Coen + Fazer origami com papel do bis + perder dinheiro com maquina de pegar ursinho + fumar palheiro com o av√ī + quebrar palito de dente no meio depois que usar + rezar Pai Nosso em aramaico + tentar se comunicar com o ashtar sheran + virar catequista e passar Pl√≠nio Salgado para as crian√ßas + Limpeza de 21 dias de S√£o Miguel Arcanjo + arrancar a fimose comendo cu apertado de galinha caipira + Regata branca WifeBeater com cal√ßa jeans clara e bota marrom + Ingressar na legiao estrangeira + Comprar toras de eucalipto pra reproduzir o centurion method mas nunca come√ßar o treinamento + vender m√°quina de cart√£o de cr√©dito + ler os escritos do Unabomber + Escutar a discografia do Paul Waggener + ler todos os livros do Pavel Tsatsouline + ouvir rap eslavo de cunho pol√≠tico suspeito + caf√© com um cubo de manteiga dentro precedendo a primeira refei√ß√£o do dia + beber 2L de leite por dia + Stronglifts 5x5 + Dieta Cetog√™nica + Canal Jason PROJETO GIGA + Cd do TRETA + comprar torre de chopp no prensad√£o + 2 c√°psulas de Tadalafellas antes do sexo + s√≥ comprar comida japonesa importada pra dieta + comer arroz sem sal com peixe cru sem tempero enrolado em folha do fundo do mar + memes da p√°gina Dollynho Puritano + Deus Vult na capa do Facebook + acessar o dogolachan pelo computador da escola pra postar fanfic gay do Gilberto Barros + Trollar atendentes do mcdonalds no habbo hotel + ligar para o Motel Ast√ļrias perguntar quando custa a bolacha Bauducco que aparece no site + Mandar entregar pizza na Rua dos Tamoios casa n¬į18 com port√£o vermelho + cosplay de russo no Omegle pedindo pra mostrarem a bunda + Dormir imaginando uma linha pra fazer viagem astral + recitar Homero pra mendigo + tomar antibi√≥tico no caf√© da manh√£ + Meditar imaginando o raio de luz violeta que representa a energia transmutadora + Workshop Reiki do Canal Luz da Serra MULHERES TERRAPLANISTAS RALEM.
Primeiro de tudo! Vai tomar no cu, MULHERES terraplanistas! Junto com todas que me contrariaram nos √ļltimos meses falando "dur hur voc√™ n√£o sabe nada de paleontologia, vai assistir seus desenhos filipinos e n√£o encha o saco". TODOS OS DINOSSAUROS TEM PENAS! LERAM DIREITO? TODOS OS DINOSSAUROS TEM PENAS! A farsa ficou t√£o √≥bvia, que eles n√£o tem mais como esconder que TODOS OS DINOSSAUROS TEM PENAS! Alguns mais penas, outros menos penas, MAS TODOS TEM. E aproveitando no mesmo v√≠deo, N√ÉO TEVE METEORO PORRA NENHUMA! Provavelmente as mudan√ßas clim√°ticas naturais, junto com a separa√ß√£o gradual dos continentes, √© que extinguiu a mega-flora e a mega-fauna. E se teve algum meteoro, apenas acelerou o processo em uma regi√£o muito especifica. Agora s√≥ falta as ((especialistas)) e a (((Academia))) admitir que dinossauros nunca existiram e que foi tudo um erro grotesco de interpreta√ß√£o de pessoas que n√£o sabiam que caralhos eram aqueles esqueletos. S√£o apenas aves e mam√≠feros ancestrais de milh√Ķes de anos atr√°s. E antes que eu me esque√ßa, vai todo mundo que me contrariou tomar no cu!
GOSTAR DE MIM POR QUEM EU SOU E NAO PELA MINHA APARENCIA
Sério, de verdade, ser uma pessoa bonita não é fácil em nossa sociedade atual; não é só os olhares de desejo das mulheres e dos homens que me incomoda, e sim, o fato de ser só isso para as pessoas. Sou muito mais que apenas um cara bonito. Tenho qualidades além dessas, e saber que as pessoas não ligam para elas, pois estão entorpecidas de anseio pela minha formosura, me entristece muito.
Não suporto mais ser bonito. Tudo que eu queria era poder nascer de novo num corpo de uma pessoa feia, pois sério, vocês não sabem como me dói saber que por culpa de algo que nasceu em mim (a incrível beleza), serei rotulado eternamente por isso.
Eu trabalho, estudo, procuro, conheço, aprendo! Sou um ser-humano como qualquer outro e não só mais um rostinho bonito.
Pergunta antes de eu poder te namorar: Você é ocultista?
Essa é a pergunta de um milhão de dólares que raramente vejo sendo feita.
Se você ainda não for, pra se tornar minha namorada precisará ser e aqui está como fazer isso
√Č fato que a maior parte da literatura especializada ocidental acredita em Deus e Cristo, somente olhando-o por uma lente diferente. N√£o h√° um ritual que lhe aproxime de Deus, as coisas raramente s√£o t√£o simples. Entretanto, com estudo e medita√ß√£o o caminho come√ßa a ficar mais claro.
Entenda que não sou nenhum senhor da verdade, e o que te falo hoje posso descobrir ser mentira amanhã. Saiba também que um dos maiores problemas desse meio é a falta de um início claro, sendo as obras tidas como introdutórias porcarias completas. Dito isso, lhe respondo o seguinte:
  1. O caminho mais completo para se aproximar do que voc√™ quer come√ßa com no√ß√Ķes do pensamento Hel√™nico. Entenda que boa parte da vis√£o de mundo crist√£ vem da antiguidade cl√°ssica, principalmente as no√ß√Ķes de harmonia e belo. N√£o te pe√ßo para ler tudo o que j√° foi jogado ao ch√£o pelos gregos, mas saiba um pouco das origens das coisas. Tenha uma ideia b√°sica dos quatro humores gregos, e que essa √© uma das origens para atribuirmos personalidades aos elementos da natureza. Entenda um pouco dos seus deuses e Cosmos, porque eles ser√£o utilizados no futuro de forma metaf√≥rica em textos. Saiba que quando aparecer um hermafrodita em um texto especializado n√£o h√° conex√£o com desvios modernos, mas com um simbolismo mais antigo (Salvo engano, sua origem √© Plat√īnica. Mais especificamente, O Banquete, durante os discursos sobre amor).
  2. Entenda que boa parte da origem da magia ocidental vem da conflu√™ncia da cultura grega com a eg√≠pcia, incluindo a alquimia. A t√°bua esmeralda √© um texto obrigat√≥rio. Leia um pouco sobre o Axioma de Maria, A judia. Aprenda um pouco da simbologia alqu√≠mica, porque ser√° importante para voc√™ no futuro. √Č dentro da alquimia que ir√£o discursar sem final sobre a trindade (pelo menos os da corrente de Paracelso). N√£o se pretenda nenhum mestre dos espag√≠ricos, porque os qu√≠micos far√£o isso melhor do que voc√™. Entenda que n√£o havia essa separa√ß√£o absoluta entre o material e o espiritual, ent√£o os dois conhecimentos andaram juntos ao decorrer da hist√≥ria. Entenda tamb√©m que haviam escritores voltados especificamente para a alquimia espiritual, enquanto outros √† qu√≠mica.
  3. Estude a Cabala. Eu entendo que para alguns seja dif√≠cil dar aten√ß√£o √† Cabala Judaica com o surto conspiracionista chan√≠stico sobre a √≠ndole de todo um povo, mas querendo ou n√£o o juda√≠smo √© o Pai da f√© crist√£, sendo Jesus judeu. Entenda que a √°rvore da vida √© um estudo sobre Deus e suas emana√ß√Ķes, e dela vir√° uma boa parte de seu conhecimento.
  4. Leia as coisas atuais sobre o assunto. Dê atenção aos escritores herméticos, principalmente.
Ocultismo é um saco, pelo menos se você for estudar seriamente. Você pode perder a vida se tiver um projeto ambicioso como se aproximar de Deus.
Você também pode pular algumas etapas no que te falei. Sobre a parte do pensamento grego, saiba que boa parte é "dispensável". Dito isso, recomento que entenda um pouco sobre o funcionamento do Cosmos de Ptolomeu. Entenda também alguns dos símbolos planetários, porque seu entendimento irá lhe ajudar no futuro.
Pra me namorar também tem que gostar dos animes:
Akame ga Kill! Akarui Sekai Keikaku Ana Satsujin Asu no Yoichi! Azumanga Daioh Balance Policy Black Cat BlazBlue: Remix Heart Chichi ga Loli na Mono de Choujigen Game Neptune: The Animation - Dengeki Comic Anthology Come Come Vanilla! Criminale! Dog Style Domina no Do! Eden no Ori Evangelion Fullmetal Alchemist K-on! Naruto Shingeki no Kyojin Yu-gi-oh
Sobre assistir Yu-gi-oh; quando eu era adolescente, gostava (na época que passou na TV Globinho e era moda), mas hoje em dia não gosto mais; então não assistiria de novo.
Quanto às minhas lembranças marcantes de Yu-gi-oh:
Em 2003, Yu-gi-oh era moda e todo mundo na escola da quinta e da sexta série jogava com cartinhas piratas, já o pessoal da sétima e da oitava não se interessava. A propósito, em 2003 tiveram duas grandes modas de brinquedos baseados em animes, cartinhas de Yu-gi-oh e Beyblade. Outro brinquedo que todo mundo da quinta e da sexta série levava pra escola em 2003 depois que passou a moda de Yu-gi-oh e começou a moda da Beyblade era a Beyblade.
Outra lembrança marcante que tenho de Yu-gi-oh é que em 2003 na escola o pessoal criava suas próprias cartinhas, fazendo desenhos e estatísticas.
Fujimura-kun Mates Gantz Gou-Dere Bishoujo Nagihara Sora‚ô•ÔłŹ Higurashi no Naku Koro ni Kai: Matsuribayashi-hen Hitsugi no Chaika Ichigo 100% Ichinensei ni Nacchattara In Bura!: Bishoujo Kyuuketsuki no Hazukashii Himitsu Jigokuren: Love in the Hell Jinzou Shoujo JoJo no Kimyou na Bouken Part 4: Diamond wa Kudakenai JoJo no Kimyou na Bouken Part 5: Ougon no Kaze JoJo no Kimyou na Bouken Part 6: Stone Ocean JoJo no Kimyou na Bouken Part 7: Steel Ball Run Kaibutsu Oujo Lucky‚ėÜStar Mahou no Iroha! Mahou Tsukai Kurohime Monster Hunter Orage Mujaki no Rakuen Needless Zero Nyotai-ka Onihime VS Oretama Perowan!: Hayakushinasai! Goshujinsama‚ô™ Re:Marina Rosario to Vampire Saitama Chainsaw Shoujo Sankarea School Rumble Shingetsutan Tsukihime Shocking Pink! Shurabara! Sora no Otoshimono Sora no Otoshimono Pico Akame ga Kill! Ana Satsujin Asu no Yoichi! Azumanga Daioh Balance Policy Black Cat BlazBlue: Remix Heart Chichi ga Loli na Mono de Choujigen Game Neptune: The Animation - Dengeki Comic Anthology Come Come Vanilla! Dorohedoro Nekopara Pet Toaru Kagaku no Railgun Magia Record: Mahou Shoujo Madoka‚ėÜMagica Gaiden Rikei ga Koi ni Ochita no de Shoumei shitemita.Rikei ga Koi ni Ochita no de Shoumei shitemita. Isekai Quartet 2Isekai Quartet 2 Ishuzoku Reviewers Somali to Mori no Kamisama Eizouken ni wa Te wo Dasu na!Eizouken ni wa Te wo Dasu na! Itai no wa Iya nano de Bougyoryoku ni Kyokufuri Shitai to Omoimasu.Itai no wa Iya nano de Bougyoryoku ni Kyokufuri Shitai to Omoimasu. Jibaku Shounen Hanako-kun Haikyuu!!: To the TopHaikyuu!!: To the Top Darwin's GameDarwin's Game Kyokou SuiriKyokou Suiri Plunderer
PRE REQUISITO: GOSTAR DE FILMES DE FAROESTE.
IMPORTANTE: Se você gosta de filmes de super heroi, pare de ler e va se foder.
Se você é assim, fique longe de mim.
N√ÉO QUERO AS MULHERES QUE: As que falam palavr√Ķes As que fumam As que usam drogas As que postam foto com bebida Que bebem (menos ūüć∑, isso √© coisa de dama) As que v√£o para balada, festa, rave etc As que postam foto com decote ou sensuais
Há uma coisa que eu quero que você entenda sobre nós os homens.
Quando voc√™ colocar uma foto sua nua no facebook, fazendo uma pose gostosa, mostrando os seios ou como vemos em v√°rias fotos mostrando o bumbum ou deitada sedutoramente em sua cama, a √ļnica coisa que voc√™ faz √© que as pessoas tenham desejo sexual por voc√™, claro em A maioria dos casos por parte de homens.
Eu sei que voc√™ vai ficar t√£o emocionada com os 500 likes, 120 coment√°rios e as in√ļmeras mensagens privadas! Voc√™ vai querer postar cada vez mais fotos para se sentir cada vez mais no topo.
Mas há algo importante que você precisa saber:
Na verdade nenhum desses caras que gostam, comentam ou enviam mensagens privadas te ama. Tudo o que eles querem é usá-la e depois atirá-la para o lixo, para ser honesto nenhum deles a levaria para sua casa para ser sua esposa, acredite em mim, você para eles não é mais que uma menina de programa em busca de popularidade barata No Facebook.
Os homens ricos os que tem o que você procura "dinheiro" ou os pobres admiram as mulheres que se vestem com decência e se respeitam. Uma vestimenta decente que não revela muito o seu corpo, leva-os a amar e a respeitar-te, isto a simples vista nos diz que és uma mulher virtuosa, alguém a quem se pode levar para casa para ser esposa e mãe.
Isto em muitos casos diz-lhes que você foi criada com princípios morais e lhes dá detalhes do seu bom histórico familiar.
Eles n√£o se preocupam muito com a maquiagem excessiva, uma mulher digna de propor casamento sempre se distingue do monte, n√£o importa como.
Valoriza seu corpo, lembre-se que para encontrar diamantes é preciso cavar, respeita, e um verdadeiro homem vai te respeitar de um modo ou de outro.
Mas você terá muito respeito: Mulher, não mostre seu corpo no facebook, você não sabe que tipo de pessoas, venha suas coisas, você é uma mulher bela, não precisa de fotos, nem mostrar tanto, você pode conquistar com sua simpatia, com seu educación con seu sonrrisa,
As que j√° ficaram com amigos seus, ou que ficam com mais de 3 em um √ļnico ano As que n√£o trabalham ou estudam (ou que est√£o em um curso irrelevante de humanas) As que n√£o sabem o b√°sico de uma casa, como lavar, passar roupa, cozinhar, trocar fralda, etc As interesseiras As que est√£o pedindo presentes sempre As que j√° est√£o comprometidas As n√£o gostam de crian√ßas ou dizem que n√£o querem ter filhos (pessoas que n√£o querem ter filhos n√£o s√£o confi√°veis) As que tem piercing de bufalo
submitted by Helamaa to smurfdomuca [link] [comments]


2020.09.09 17:51 -Galactic_Cat- √Č extremamente dif√≠cil ser otimista quando sua vida √© uma tragedia

Man, moro num bairro de periferia no interior de SP e tudo q num presta é perto de casa. A 3 quadras tem uma biqueira, no vizinho uma adolescente gravida q fica o dia todo comendo no som, o vizinho de cima usa a casa dele de deposito de reciclagem, a vizinha de baixo deixa 3 filho pequeno fazendo bagunça na rua o dia todo...Tem crescido em mim um sentimento de "anti-pobre" pq gente pouco sucedida sempre mora em periferia? eu sou parte da escoria tbm? num tem futuro em nenhum rosto q olho na rua.
No ensino medio nunca consegui namorar uma mina q gostei, agora pós ensino medio trabalho num lugar q só tem mulher é o lado ruim nisso é q todas namoram/ são casadas...Oq me deixa bolado é q as chances q ja eram poucas agr são inexistentes, n tenho vontade de sair pra cantar meninas, n tenho uma desculpa pra iniciar uma conversa.
Ademais, esses dias brincando com uma colega de trabalho ela disse "n te namoraria nem em outra vida...." minha autoestima sumiu, e pra ajudar todo lugar q chego as pessoas me encaram. Tenho um jeit√£o meio estranho, cabelo grande, boina, all star....sempre q uma mulher me olhar vou pensar q ta me achando estranho :/
Eu vou em psicolgo mas parece n ajudar, ela n entende oq é ter país separados, sempre ser rejeitado pelos amores, ficar ouvindo musicas repletas de putarias enquanto tenta estudar, ter o ouvido de paió quando tenta ler, voltar do trabalho sujo de farinha e passar na frente da biqueira cheia de traficante usando conjunto adidas de 300 conto...
submitted by -Galactic_Cat- to desabafos [link] [comments]


2020.08.24 07:11 aquele_esquisito Me alienei completamente em relação as pessoas (Histórias de Quarentena)

Esse ano t√° sendo bem interessante para mim at√© agora, comecei com 23 anos, virgem, bv, com zero experi√™ncias √≠ntimas com mulheres, sem nunca de fato ter valorizado essas aventuras, isto √©, nunca ter buscado de fato. Sempre fui no menor n√ļmero poss√≠vel de festas, nunca engajei em nenhum tipo de flerte com uma mulher e com isso nunca cheguei perto n√£o s√≥ das ppks alheias como n√£o sei o que √© amar uma mulher. Basicamente era um incel sem a parte de odiar as mulheres, s√≥ a de n√£o ver necessidade em transar mesmo, sem nenhum vitimismo, *quase um assexual que sente vontade f√≠sica de transar mas n√£o psicol√≥gica. *
Pois bem "ano novo, vida nova", pensei comigo mesmo que ia mudar isso, não deve ser tão difícil, ainda sou jovem sem ser garoto demais, quase empregado, não sou horrendo, os anos de academia me transformaram em uma pessoa atraente de corpo e sou absurdamente interessado (quase de maneira autista) em saber das coisas/conceitos/ideias/ciências/formas de arte, me transformando numa máquina de boas conversas por ter assunto pra infinidade de tempo. Por que decidi mudar isso? Literalmente por pensar com o meu pau, depois dos 20 parece que minha libido triplicou e eu não via a hora de finalmente comer alguém. E aí eu ainda caí na isca de "tem mais de 20 e é virgem? teu padrão é muito alto" que me deu um falso senso de segurança, ou seja, fui em todas que deram bola.
Usando tinder já comecei a perceber que ter um grande conhecimento de vários assuntos não significa ter uma boa conversa de bate e pronto, por isso passei uns tempos dando match com qualquer menina (mesmo que longe) só pra treinar o meu gingado na conversa com elas, depois de umas semanas consegui uma melhora boa (e agora quase indo pro fim do ano já me sinto um mestre das conversas) e comecei a de fato marcar encontros.
Pelo tipo de texto que estou escrevendo voc√™ pode talvez imaginar um autista metido que se acha o rei da cocada, e √© meio assim que eu me sinto comigo mesmo, mas na vida real eu consigo me passar por uma pessoa completamente normal e soci√°vel, o lance √© que eu estou fazendo for√ßa para isso internamente. Sempre achei isso meio normal porque apesar de ser extremamente introvertido nunca fui t√≠mido e sempre convivi com coletividades de amigos ao longo da minha vida AT√Č a faculdade quando todo mundo foi separando, da√≠ eu tenho um senso de normalidade bastante bem desenvolvido, a partir dai √© quest√£o de querer mesmo.
Primeira menina foi logo na √©poca de carnaval (apesar de ter passado longe de blocos), foi com ela que eu perdi o BV de todas maneiras poss√≠veis e desenvolvi mais habilidade com mulheres, sa√≠mos durante a semana quase toda (ela era de fora) mas n√£o conseguimos transar por conta de terceiros empacando o bonde (a vontade foi tanta que chegamos a ficar nos esfregando em alguns lugares p√ļblicos). Viu? N√£o foi t√£o dif√≠cil, vou transar bem mais r√°pido que imaginava, eu s√≥ precisava achar algu√©m que morasse sozinha pra facilitar tudo. O √ļnico alerta que essa primeira vez me deu foi que eu n√£o gostei da experi√™ncia, e eu to acostumado a n√£o gostar de sa√≠das sociais/fingir ser normal, passo por isso a vida inteira, mas acho que por essa vez ter aprofundado mais na minha intimidade acabei odiando mais do que uma simples ocasi√£o social.
Sai com a segunda um tempo depois e essa era bem mais quieta e tranquila que a primeira, com essa não rolou nada e eu não fiquei tão desconfortável, depois percebi que foi porque foi basicamente um rolê que eu tenho com meus amigos, daí o nível de conforto foi proporcional a isso e não a de ir pra trocar saliva com uma mulher. Essa segunda era espetacularmente linda apesar de não parecer tão interessada como a primeira (que também era bonita!). A partir daí eu percebi que tava fácil demais e decidi tentar ser mais criterioso a fim de achar uma mulher bonita que fosse transar comigo sem as frescuras sociais, porque meu pau tava mandando em mim.
Enfim, achei uma mina com 28 anos que tava querendo, marquei um pouco antes das minhas aulas começarem mas tive que dar uma adiada por um problema, porém o encontro nunca de fato aconteceu pois por ironia divina, o corona estourou e a pandemia começou. A partir daí vou dar uma acelerada na história, pois desse início de março até hoje continuei acessando o tinder assiduamente quase como um vício de autoestima com a desculpa de treinar meu papo com mulheres, e sem intenção de quebrar a quarentena.
Fiz todos tipos de perfil poss√≠vel (pedindo sexo na bio, super fofo, esquisito, descolado...) e dei match com todo tipo de mulher poss√≠vel, tive v√°rias conversas a ponto da minha habilidade social ter crescido bastante, por√©m acabei chegando no ponto de satura√ß√£o mais que completa. Lembra quando eu disse que ia ser mais criterioso? Isso subiu absurdamente a minha cabe√ßa a ponto de eu literalmente achar todas as mulheres do app feias ou indesej√°veis de alguma forma, antes eu literalmente tinha uma certa lux√ļria por quase todas por√©m isso foi morrendo com as conversas. Porque eu come√ßava a conversar no meu modo ultra social (quase um superego em esteroides) e levava uma conversa foda em v√°rios lugares imagin√°veis, conseguia colocar as minas fissuradas em continuar a conversar comigo, me chamar pra conversar tomando iniciativa e tudo mais. Mas a√≠ eu percebi que comecei a odiar as conversas, porque a dura realidade √© que nenhuma mulher passa um tempo psicopata aprendendo a conversar com homens no tinder pra ter a conversa perfeita.
Isto é, apesar de eu tomar a dianteira, as conversas para mim começaram a ser absurdamente horríveis e pouco proveitosas, porque as mulheres em geral são seres humanos normais, que em sua maioria são completamente entediados consigo mesmo e desinteressantes. Deixou de ser sobre conquistar as meninas com a lábia das palavras para "Quero uma conversa interessante pra mim", e obviamente não encontrei ainda uma menina psicopata ao ponto de seguir o guia que eu descrevi, mesmo as boas de conversa batiam no meu ego me dizendo "nossa, se eu consegui isso com essa, talvez eu consiga algo melhor". Até agora eu consegui umas 5 meninas a tentarem me convencer a quebrar a quarentena com elas.
Olha a merda no que eu me tornei, esses √ļltimos par√°grafos s√£o estreitamente das profundezas da minha mente, onde eu comecei a levar essas conversas de merda e encontros como achievements sociais. Que foi de certa forma como eu abordei tudo isso no come√ßo sem perceber, quero transar porque sim, meu pau me ordena, quero perder o BV para poder falar livremente com as pessoas que eu j√° beijei (n√£o gosto de mentir sobre isso e sempre admito o que sou sem vergonha quando o assunto surge em conversa com amigos) e n√£o sou um completo inapto social por tentar e ser rejeitado. Finalmente me encontrei numa posi√ß√£o de poder e comecei a usar isso pra aumentar o ego pura e simplesmente, fui me tornando uma mina aleat√≥ria de only fan que coleciona macho que paga tudo pra ela (famosos simps).
"Nossa, que fanfic de adolescente retardado" pode passar pela sua mente, pois bem, a dose de realidade chegou para mim, porque apesar de n√£o ser horrendo eu n√£o sou nenhum modelo, ent√£o teve uma hora que eu basicamente bati no meu limite de beleza no tinder e a aten√ß√£o que eu tava recebendo secou completamente. Comecei aceitando qualquer uma com um perfil super amig√°vel e convidativo, pra aceitar at√© umas meninas que considero meio feias com um perfil mais interessante, pra come√ßar a encontrar com meninas regulares/do meu n√≠vel pra at√© algumas mais bonitas com um perfil super esquisito (pra filtrar tipos de menina que eu n√£o queria), e a√≠ eu estagnei, ainda to um pouco longe do topo da pir√Ęmide mais fui um pouco mais longe do que imaginava. Fui de perdedor de boas, para perdedor com um falso senso de poder, para perdedor carente que tentou voar muito perto do sol, tudo isso tamb√©m por n√£o gostar da ideia de correr atr√°s de mulher, parto do princ√≠pio que se a mina n√£o tiver iniciativa pra vir falar comigo √© porque pra ela n√£o tem nada ali e j√° descarto de cara.
Eu basicamente sinto que estou passando, ao longo dos √ļltimos anos, por um processo de aliena√ß√£o completo de rela√ß√Ķes sociais √† l√° ted kaczynski, e eu sinto que essa era uma das √ļltimas barreiras que eu tinha pra quebrar: a do sexo oposto. J√° tinha normalizado na minha cabe√ßa a minha pr√≥pria desumaniza√ß√£o e completa insignific√Ęncia, pra estender isso pra colegas/amigos/parentes, e finalmente sinto que estou me descolando do tecido dos relacionamentos, ou de mulheres no geral. O que eu achei mais percept√≠vel desse processo foi que o meu "pensar com o pau" meio que se tornou tempor√°rio, antes eu poderia ter me masturbado ou n√£o e ainda havia um certo desejo por mulheres, agora eu sinto que sou uma pessoa quando estou com tes√£o e quando n√£o estou mais simplesmente volto a n√£o dar a m√≠nima pra estar com uma mulher (eu j√° n√£o ligava pro aspecto de companhia da rela√ß√£o, agora ent√£o o sexual parece ter ido embora tamb√©m assim que esvazio o saco), inclusive com algumas dessas meninas que encontrei cheguei a fazer chamadas pra ficar me masturbando e √© mata conversa na certa, porque o meu tes√£o acumulado por aquela pessoa desaparece da face da terra com uma gozada e eu n√£o consigo nem mais falar com ela. N√£o sei se j√° estou estragado pro sexo, porque tenho certeza que depois de transar o meu desejo vai ser ficar sozinho comendo uma pizza e ouvindo m√ļsica.
Pra quem for comentar em nofap e parar de ver porn√ī, eu n√£o me masturbo com tanta frequ√™ncia ao longo do ano, inclusive j√° fiz no fap de 3 meses duas vezes (outra isca que n√£o serve pra muita coisa), tamb√©m quase n√£o consumo porn√ī, minha libido √© muito err√°tica com a masturba√ß√£o, posso passar um tempo me masturbando 3-4 vezes por m√™s (tendo muita ocupa√ß√£o e coisas pra resolver) para chegar uma sequ√™ncia de tr√™s dias de vagabundo e me masturbar 4-5 vezes por dia, quantificando num ano passo longe de v√≠cio por punheta ou porn√ī.
O mais engra√ßado da hist√≥ria toda √© que todo esse processo aconteceu com aux√≠lio do isolamento f√≠sico da quarentena que me possibilitou a chegar nesse ponto de aliena√ß√£o sem nem transar ainda. To quase me sentindo como o androide no fim do Ex-Machina que vai pra sociedade viver como uma pessoa normal, visto que to bem perto de finalizar a faculdade, vou tentar arranjar um emprego, morar sozinho, e finalmente virar um adulto de fato, a √ļnica coisa que eu tava sentindo dever nesse quesito de amadurecimento era a parte de relacionamento, principalmente o sexo porque de fato eu nunca tive interesse em montar fam√≠lia com casamento/filho/cachorro/gato, nem a ideia de namorar me atraia j√° bem novinho justamente por desgostar dessa ideia do companheirismo, minha √ļltima esperan√ßa era transar, mas isso eu acho que nem fa√ßo mais quest√£o de concretizar.
submitted by aquele_esquisito to desabafos [link] [comments]


2020.07.29 20:42 AlvagorH Meus pais acham que eu sou gay

(Postei primeiro no desabafos, mas resolvi postar aqui também)
O relato pode ser um pouco longo, mas talvez seja engraçado (ou não).
Pois bem... senta que lá vem história.
Eu sou homem (ah v√°), e desde sempre fui muito "sossegado". N√£o costumo ir pra festas, n√£o bebo, n√£o fumo. Sou bem caseiro e n√£o sou de falar muito. Fui beijar uma menina pela primeira vez (e √ļnica desde ent√£o), aos 16, quase 17 (vou completar 21 muito em breve). Meus pais ficaram sabendo logo de cara, pois eu virei not√≠cia na escola. O nerd√£o quieto e ranzinza da sala "pegando" a novinha da outra sala (ela era de um ano anterior ao que eu estava). Uma prima fofoqueira estudava na mesma sala que eu, ent√£o a not√≠cia chegou em casa antes de mim.
Até então, eu nunca tinha notado nada de estranho nos meus pais. Eu notava alguns comentários homofóbicos deles as vezes, quando aparecia alguma notícia na televisão. "Ator famoso se declara gay", aí minha mãe "Nossa, que dó. Um homem tão bonito desses ser gay". Ou, no caso do meu pai "Eu tinha um professor que era bicha, mas era muito competente ensinando". Nessa época eu não ligava muito, pois até meados dos meus 14 anos (quando entrei no ensino médio em outra escola e em outra cidade), eu só conhecia duas pessoas que eram homossexuais e assumiam, e eu não gostava deles.
Eram dois caras muito barraqueiros e barulhentos, que zoam todo mundo. Basicamente, é o tipo de comportamento que eu sempre preferi evitar. Eu sou bastante tímido, então ter amigos próximos que chamem a atenção sempre foi bastante negativo pra mim. Logo, durante um bom tempo eu fiz a associação idiota "gays = chatos e barulhentos" e passei a evitar eles. Isso mudou bastante quando eu mudei de escola, onde as pessoas tinham valores bastante diferentes do qual eu estava acostumado. Foi um processo longo, mas o preconceito que eu tinha foi diminuindo aos poucos. Mais ou menos nessa época do ensino médio, eu comecei a me incomodar com os comentários dos meus pais, mas sempre ficava na minha para não causar confusão.
Voltando ao dia que eu perdi o BV. Bom, eu era um adolescente com muita testosterona sobrando e beijei uma menina e pude apalpar uma bunda diferente da minha sem tomar um tapão na cara. Até então, tava tudo indo muito bem. Eu era bastante amigo dessa pessoa antes de ficarmos, então eu já gostava bastante dela e me iludi muito com o rumo das coisas. Pensei que daria certo, que começaríamos a namorar e tal. Até sobre o nome de cachorros a gente falava hahahah.
Mas, a guria tinha outros planos, tava apenas curtindo o momento e logo passou pra outra. Durou um m√™s e meio ou dois. Ent√£o, ap√≥s um ""chifre"" colossal, j√° que ela ficou com o ex e passou o rodo na escola ao mesmo tempo em que ficava comigo, a gente parou de se falar. De um jeito imaturo, talvez, pois eu juntei todas as minhas frustra√ß√Ķes e joguei na cabe√ßa dela, sendo que ela j√° havia deixado claro que a gente n√£o tinha nada s√©rio e eu continuava insistindo.
√Č claro que, gra√ßas a minha querida prima fofoqueira, meus pais souberam que eu e a fulaninha n√£o est√°vamos mais nos falando, e mesmo assim perguntavam sobre ela em toda oportunidade que tinham. Nisso, eu ouvi alguns coment√°rios estranhos da minha m√£e, ela dizia que na escola onde eu estava tinham muitas pessoas que namoravam gente do mesmo sexo e eu tinha que tomar cuidado. Eu estranhei, mas como sou lerdo, n√£o entendi na hora, e resolvi conversar sobre isso com um amigo.
Quando eu percebi que as coisas não estavam indo bem (ainda durante aquele mês e meio), eu usava bastante as redes sociais e conheci um cara que aguentou meus desabafos por bastante tempo, sempre me dando conselhos (e umas broncas haha). Eu comentei sobre a fala da minha mãe com ele e ele respondeu "Menino, a sua mãe acha que você é gay". Eu comecei a rir horrores naquela hora, mas também fiquei bastante inconformado. Eu me perguntava "Por que?". Não que isso me afetasse, eu sempre achei graça e vez ou outra eu conto esse fato pra algum amigo. Sempre ficou a incógnita sobre o porque que os meus pais pensavam isso, e ela ainda existe porque recentemente um cara demorou para acreditar que eu não sou gay, e eu e uma amiga rimos muito dessa situação.
Esse amigo que aguentava meus desabafos √© gay. √Č o primeiro amigo homossexual que eu tive e a primeira pessoa sobre quem eu conversei abertamente sobre sexualidade. Ele √© bastante interessado por ci√™ncia e psicologia, assim como eu, e me ensinou n√£o s√≥ o lado social (a experi√™ncia dele sendo gay, descobrindo que gostava de homens e toda a confus√£o que isso gerou na sua inf√Ęncia/adolesc√™ncia), como o lado cient√≠fico da coisa, Escala de Kinsey, Freud e afins. Nessas conversas, eu tive a certeza de que sou h√©tero, mas acabo n√£o me comportando como √© esperado de um.
Tenho muitos primos na casa dos 20, quase todos namorando e alguns morando junto e quase casando com alguém. Vão pra festas, bebem, fumam, dão dor de cabeça pra família. As vezes um namoro termina e sempre aparece um agregado novo depois de um tempo, em média eu tenho um "primo" ou "prima" nova por um ano e meio, no máximo dois. Aí, passa alguns meses e o ciclo se repete.
E eu aqui, o primo solteiro que estuda e n√£o traz menina nenhuma pra casa (salvo em raras ocasi√Ķes quando a minha melhor amiga aparece aqui) nem nas reuni√Ķes de fam√≠lia. O primo estranho que compartilha muitos posts pr√≥-feminismo e contra homofobia. Cansei de ouvir perguntas sobre namoradas vindo de tios e at√© da minha av√≥ materna.
Acho que algumas pessoas até pensam que eu escondo alguma coisa dos meus pais. Uma vez eu fui em um churrasco na casa de um amigo e a mãe dele me pediu ajuda para fazer uma mistureba alcoólica qualquer, eu disse que não sabia como fazer e ela não acreditou. Meu amigo precisou ser "testemunha" de que eu não bebo nada e que estava lá só pelo churrasco mesmo hahahaha
E aqui, temos duas cerejas nesse bolo.
A primeira é que o meu melhor amigo, o qual eu conheço desde a segunda série, há pelo menos 14 anos, começou a trabalhar na mesma empresa que a minha mãe. Ele é uma pessoa que eu costumo passar bastante tempo junto, já que nós fazemos trilhas de bike (ou fazíamos, antes da pandemia começar). Como a minha cidade tem grandes áreas verdes, essas trilhas demoram porque a gente sempre tenta explorar um caminho novo. Enfim, durante o trabalho dele, por algum motivo surgiu o boato de que ele é gay. Eu não sei nada sobre isso, ele próprio nunca me disse nada, e nós conversamos sobre muita coisa. Mas a minha mãe veio correndo me contar quando esse boato surgiu. Ela deve ter "adorado" somar 1+1 nessa ocasião.
A outra é meu pai. Tão preocupado em fazer comentários e cuidar da sexualidade dos outros, adorador do capitão cloroquina, e outro dia eu precisei fazer algo no celular dele e percebi que tinha uma aba aberta naquele site com X, e na barra de pesquisas estava escrito, adivinhem? "Bicha" hahahahahaha
Bom, como eu disse, não me incomoda o fato de acharem que eu sou gay. Não faz diferença nenhuma pra mim, na verdade, eu faço piada com isso e boa. O que me afeta nessa história é que eu tenho agora muitos amigos que são "Do Vale" e eu sinto que nunca vou poder convidar eles para me visitar aqui em casa. Tenho medo que ouçam alguma merda aqui.
Enfim, é isso. A quarentena está me fazendo sentir a necessidade de desabafar sobre alguns assuntos e esse foi um deles. Obrigado por ler até o final.
submitted by AlvagorH to sexualidade [link] [comments]


2020.07.29 20:24 AlvagorH Meus pais acham que eu sou gay

O relato pode ser um pouco longo, mas talvez seja engraçado (ou não).
Pois bem... senta que lá vem história.
Eu sou homem (ah v√°), e desde sempre fui muito "sossegado". N√£o costumo ir pra festas, n√£o bebo, n√£o fumo. Sou bem caseiro e n√£o sou de falar muito. Fui beijar uma menina pela primeira vez (e √ļnica desde ent√£o), aos 16, quase 17 (vou completar 21 muito em breve). Meus pais ficaram sabendo logo de cara, pois eu virei not√≠cia na escola. O nerd√£o quieto e ranzinza da sala "pegando" a novinha da outra sala (ela era de um ano anterior ao que eu estava). Uma prima fofoqueira estudava na mesma sala que eu, ent√£o a not√≠cia chegou em casa antes de mim.
Até então, eu nunca tinha notado nada de estranho nos meus pais. Eu notava alguns comentários homofóbicos deles as vezes, quando aparecia alguma notícia na televisão. "Ator famoso se declara gay", aí minha mãe "Nossa, que dó. Um homem tão bonito desses ser gay". Ou, no caso do meu pai "Eu tinha um professor que era bicha, mas era muito competente ensinando". Nessa época eu não ligava muito, pois até meados dos meus 14 anos (quando entrei no ensino médio em outra escola e em outra cidade), eu só conhecia duas pessoas que eram homossexuais e assumiam, e eu não gostava deles.
Eram dois caras muito barraqueiros e barulhentos, que zoam todo mundo. Basicamente, é o tipo de comportamento que eu sempre preferi evitar. Eu sou bastante tímido, então ter amigos próximos que chamem a atenção sempre foi bastante negativo pra mim. Logo, durante um bom tempo eu fiz a associação idiota "gays = chatos e barulhentos" e passei a evitar eles. Isso mudou bastante quando eu mudei de escola, onde as pessoas tinham valores bastante diferentes do qual eu estava acostumado. Foi um processo longo, mas o preconceito que eu tinha foi diminuindo aos poucos. Mais ou menos nessa época do ensino médio, eu comecei a me incomodar com os comentários dos meus pais, mas sempre ficava na minha para não causar confusão.
Voltando ao dia que eu perdi o BV. Bom, eu era um adolescente com muita testosterona sobrando e beijei uma menina e pude apalpar uma bunda diferente da minha sem tomar um tapão na cara. Até então, tava tudo indo muito bem. Eu era bastante amigo dessa pessoa antes de ficarmos, então eu já gostava bastante dela e me iludi muito com o rumo das coisas. Pensei que daria certo, que começaríamos a namorar e tal. Até sobre o nome de cachorros a gente falava hahahah.
Mas, a guria tinha outros planos, tava apenas curtindo o momento e logo passou pra outra. Durou um m√™s e meio ou dois. Ent√£o, ap√≥s um ""chifre"" colossal, j√° que ela ficou com o ex e passou o rodo na escola ao mesmo tempo em que ficava comigo, a gente parou de se falar. De um jeito imaturo, talvez, pois eu juntei todas as minhas frustra√ß√Ķes e joguei na cabe√ßa dela, sendo que ela j√° havia deixado claro que a gente n√£o tinha nada s√©rio e eu continuava insistindo.
√Č claro que, gra√ßas a minha querida prima fofoqueira, meus pais souberam que eu e a fulaninha n√£o est√°vamos mais nos falando, e mesmo assim perguntavam sobre ela em toda oportunidade que tinham. Nisso, eu ouvi alguns coment√°rios estranhos da minha m√£e, ela dizia que na escola onde eu estava tinham muitas pessoas que namoravam gente do mesmo sexo e eu tinha que tomar cuidado. Eu estranhei, mas como sou lerdo, n√£o entendi na hora, e resolvi conversar sobre isso com um amigo.

Quando eu percebi que as coisas não estavam indo bem (ainda durante aquele mês e meio), eu usava bastante as redes sociais e conheci um cara que aguentou meus desabafos por bastante tempo, sempre me dando conselhos (e umas broncas haha). Eu comentei sobre a fala da minha mãe com ele e ele respondeu "Menino, a sua mãe acha que você é gay". Eu comecei a rir horrores naquela hora, mas também fiquei bastante inconformado. Eu me perguntava "Por que?". Não que isso me afetasse, eu sempre achei graça e vez ou outra eu conto esse fato pra algum amigo. Sempre ficou a incógnita sobre o porque que os meus pais pensavam isso, e ela ainda existe porque recentemente um cara demorou para acreditar que eu não sou gay, e eu e uma amiga rimos muito dessa situação.
Esse amigo que aguentava meus desabafos √© gay. √Č o primeiro amigo homossexual que eu tive e a primeira pessoa sobre quem eu conversei abertamente sobre sexualidade. Ele √© bastante interessado por ci√™ncia e psicologia, assim como eu, e me ensinou n√£o s√≥ o lado social (a experi√™ncia dele sendo gay, descobrindo que gostava de homens e toda a confus√£o que isso gerou na sua inf√Ęncia/adolesc√™ncia), como o lado cient√≠fico da coisa, Escala de Kinsey, Freud e afins. Nessas conversas, eu tive a certeza de que sou h√©tero, mas acabo n√£o me comportando como √© esperado de um.
Tenho muitos primos na casa dos 20, quase todos namorando e alguns morando junto e quase casando com alguém. Vão pra festas, bebem, fumam, dão dor de cabeça pra família. As vezes um namoro termina e sempre aparece um agregado novo depois de um tempo, em média eu tenho um "primo" ou "prima" nova por um ano e meio, no máximo dois. Aí, passa alguns meses e o ciclo se repete.
E eu aqui, o primo solteiro que estuda e n√£o traz menina nenhuma pra casa (salvo em raras ocasi√Ķes quando a minha melhor amiga aparece aqui) nem nas reuni√Ķes de fam√≠lia. O primo estranho que compartilha muitos posts pr√≥-feminismo e contra homofobia. Cansei de ouvir perguntas sobre namoradas vindo de tios e at√© da minha av√≥ materna.
Acho que algumas pessoas até pensam que eu escondo alguma coisa dos meus pais. Uma vez eu fui em um churrasco na casa de um amigo e a mãe dele me pediu ajuda para fazer uma mistureba alcoólica qualquer, eu disse que não sabia como fazer e ela não acreditou. Meu amigo precisou ser "testemunha" de que eu não bebo nada e que estava lá só pelo churrasco mesmo hahahaha
E aqui, temos duas cerejas nesse bolo.

A primeira é que o meu melhor amigo, o qual eu conheço desde a segunda série, há pelo menos 14 anos, começou a trabalhar na mesma empresa que a minha mãe. Ele é uma pessoa que eu costumo passar bastante tempo junto, já que nós fazemos trilhas de bike (ou fazíamos, antes da pandemia começar). Como a minha cidade tem grandes áreas verdes, essas trilhas demoram porque a gente sempre tenta explorar um caminho novo. Enfim, durante o trabalho dele, por algum motivo surgiu o boato de que ele é gay. Eu não sei nada sobre isso, ele próprio nunca me disse nada, e nós conversamos sobre muita coisa. Mas a minha mãe veio correndo me contar quando esse boato surgiu. Ela deve ter "adorado" somar 1+1 nessa ocasião.

A outra é meu pai. Tão preocupado em fazer comentários e cuidar da sexualidade dos outros, adorador do capitão cloroquina, e outro dia eu precisei fazer algo no celular dele e percebi que tinha uma aba aberta naquele site com X, e na barra de pesquisas estava escrito, adivinhem? "Bicha" hahahahahaha

Bom, como eu disse, não me incomoda o fato de acharem que eu sou gay. Não faz diferença nenhuma pra mim, na verdade, eu faço piada com isso e boa. O que me afeta nessa história é que eu tenho agora muitos amigos que são "Do Vale" e eu sinto que nunca vou poder convidar eles para me visitar aqui em casa. Tenho medo que ouçam alguma merda aqui.
Enfim, é isso. A quarentena está me fazendo sentir a necessidade de desabafar sobre alguns assuntos e esse foi um deles. Obrigado por ler até o final.
submitted by AlvagorH to desabafos [link] [comments]


2020.07.28 00:37 irmao_urso00 Eu ODEIO a biologia humana

Algumas pessoas t√™m tudo e outras pessoas passam por dificuldades cr√īnicas s√≥ por nascerem de determinada maneira. E pra piorar, mesmo as que nascem sem problemas s√£o escravas dos pr√≥prios instintos, o que muitas vezes deixa a pessoa deprimida mesmo tendo tudo o necess√°rio para a felicidade. Eu explico:
Eu considero que tenha uma vida boa. Tenho aparência e altura mediana, não tenho um micropenis, não tenho algum retardo físico ou mental etc. No geral eu não tenho motivos para reclamar, e eu não reclamo.
No fim do ano passado, eu conheci uma menina quando tinha ido pra um bar com uns amigos meus. Ela era bem simp√°tica e engra√ßada, e tinha deixado impl√≠cito que estava flertando comigo. A partir da√≠ a gente come√ßou a sair. Ela n√£o era muito bonita, mas eu n√£o me considero toda essa areia pra s√≥ sair com gente linda, ent√£o eu nem pensava muito sobre. Nas vezes que a gente saiu ela acabou me contando um pouco da vida dela, e como ela sofria zoa√ß√Ķes e coment√°rios de mal gosto na √©poca da escola (n√≥s dois temos 21 anos) por conta da apar√™ncia e por ser mais gorda naquela √©poca, apesar de atualmente ela ter um corpo bem bonito. Enfim, adolescentes podem ser muito maldosos. Fiquei com a maior pena, mas ela disse que hoje se aceita melhor e tal, o que √© √≥timo. Mesmo assim, ela gostava muito que eu elogiasse ela, mandava umas fotos dela fazendo qualquer coisa durante a semana e eu sempre respondia bem n√©, eu sempre tento levantar a moral das pessoas de quem eu gosto, principalmente em relacionamentos rom√Ęnticos.
O problema √© que foi passando as semanas e eu tava percebendo que ela tava se tornando muito envolvida comigo, talvez quisesse alguma coisa mais s√©ria. E isso √© um problema, porque eu n√£o me importo de elogiar meus amigos. Tem uns que parecem que foram atropelados por 5 carros e eu vou l√° na foto deles e comento "Gostoso.", mas como existia um interesse rom√Ęntico eu j√° tava me sentindo mal de comentar "uau que linda" sendo que, sinceramente, eu n√£o achava isso. E todo mundo merece algu√©m que o/a considere bonito/a. Havia outras coisas que a gente n√£o combinava e que me incomodavam, mas eu n√£o posso negar que apar√™ncia era uma delas. Eu tentei me convencer do contr√°rio por alguns dias. Antes que a situa√ß√£o piorasse e ela se apaixonasse ou sei l√°, fui conversar com ela pra gente parar de sair. Ela aceitou de boa, me pediu uma longa explica√ß√£o sobre o porque a gente n√£o da certo e claro eu n√£o citei esse motivo. No fim ela falou que entendia mas n√£o estava "apaixonada" nem nada, e honestamente espero que seja o caso.
Agora, durante a quarentena, uma menina que eu nunca vi antes veio me chamar no Facebook, e perguntou se queria que eu fosse amigo dela (tenho que parabenizar a coragem de fazer isso, eu n√£o faria). Ela at√© que era bastante parecida com a outra menina que eu tinha sa√≠do. Ou seja, era o mesmo problema DE NOVO. Dessa vez eu tentei realmente me convencer que eu achava ela bonita, ficava olhando as fotos dela esperando que eu fosse ver alguma coisa que mudasse minha opini√£o. Enfim ela falou um pouco da vida dela, era meio deprimida e atualmente n√£o estudava nem trabalhava mas estava come√ßando um est√°gio em algum lugar, e ela n√£o parecia ter muitos interesses ou opini√Ķes sobre nada, ficava pedindo desculpa v√°rias vezes etc. Eu entendo, depress√£o faz isso com as pessoas. Mas eu n√£o ia esperar ela se envolver antes de tomar alguma atitude, ent√£o resolvi deixar a conversa morrer depois de alguns dias.
E agora eu estou aqui, PUTO com a realidade porque √© a segunda pessoa que eu rejeito por um motivo f√ļtil, mas que n√£o tem nada que eu possa fazer, porque eu n√£o consigo escolher quem eu vou achar bonito ou feio. Se voc√™ est√° lendo isso pode ficar com a impress√£o que eu devo ter umas exig√™ncias irreais de apar√™ncia, mas a segunda menina tamb√©m parece ter sofrido o mesmo que a primeira (at√© porque ela √© de uma col√īnia alem√£ que as fotos de turma era umas gurias que se encaixavam em todos os padr√Ķes est√©ticos poss√≠veis, e ela destoava infelizmente).
√Č isso, me sentindo uma pessoa horr√≠vel, sinto que eu cometi duas injusti√ßas com meninas que n√£o fizeram nada pra merecer a situa√ß√£o que elas t√™m, e em vez de ajudar eu fui l√° e acrescentei mais uma experi√™ncia negativa. Como eu queria n√£o me importar com apar√™ncia, eu n√£o quero namorar essas meninas super-lindas-totalmente-padr√£o, mas ainda sim eu me importo, e isso √© triste. Desculpa, ficou muito longo, obrigado por ler at√© aqui. Por favor me digam como voc√™s veem esse tipo de situa√ß√£o, preciso ouvir outras opini√Ķes.
submitted by irmao_urso00 to desabafos [link] [comments]


2020.07.27 06:22 needplastic Sou insuficiente e isso est√° me destruindo. (Talvez eu me mate, quem sabe?)

Tá, existem várias coisas fodidas que podem acontecer com alguém, ser feio não é NADA, mas isso está acabando comigo.
Tenho 22 anos, sou bv, virgem, nunca tive um encontro na vida, ninguém nunca se apaixonou por mim, nenhum cara nunca se interessou por mim.
Eu não ligaria pra nada disso se houvesse algo de positivo no resto da minha vida além disso, mas não tem nada.
Desde meus 3 anos que já morei com 4 pessoas diferentes, em 4 casas diferentes, e no fim das contas nenhuma delas é meu lar, eu não tenho mãe, não tenho casa, não tenho um porto seguro no mundo.
Atualmente moro com a minha avó que é bem idosa, o intuito é que eu cuide dela... mas é difícil, tendo em conta que ela me odeia, me cobra, me humilha e inventa mentiras sobre mim para o resto da família (ela já disse pra minha tia que eu bati nela, sendo que eu nunca encostei nela e eu nem teria força pra isso, apesar de idosa ela é gordinha e é mais forte que eu, sou pequena e meus braços são fracos, nem garrafa de água eu abro com facilidade, às vezes nem sequer consigo abrir).
Minha memória é ruim, não lembro das coisas que aconteceram antes, a maioria das coisas é o que me contam, mas tem bastante tempo que moro aqui, no mínimo 6 anos. E foram 6 anos sendo inferiorizada por ela, às vezes ela fica uns 3 meses sem fazer nada de ruim, mas ela SEMPRE volta a fazer.
Na escola eu sofria bullying, sou feia e minha inf√Ęncia maluca me fez ser meio antissocial, ent√£o somando esses fatos = bullying, acho at√© que era merecido pois eu n√£o me arrumava pro col√©gio nem nada do tipo, eu era bem gordinha tamb√©m e adolescente gosta de zoar isso.
Na internet era o oposto, eu que avacalhava todo mundo, era uma forma de deixar sair todo sentimento ruim que tenho.
Estou me formando na faculdade esse ano. Nunca estudei, tenho algum problema de concentração eu acho, só sei que não estudo e nem tenho ambição profissional.
Esse ano comecei a namorar, √© pela internet ent√£o eu s√≥ mando fotos boas, em bons √Ęngulos, com algumas edi√ß√Ķes... √†s vezes ele fala que me acha bonita, mas sempre que ele elogia outra garota e eu pesquiso o nome dela pra ver a apar√™ncia, eu sempre me sinto triste porque s√£o mulheres muito muito muito mais bonitas do que eu, n√£o chego nem aos p√©s.
2021 é o ano decisivo. Ou eu vou ir pra cidade dele sem nenhum parente meu saber meu endereço (eu juntei um pouquinho de dinheiro, o suficiente pra pagar uns 3 meses de aluguel apenas, nada mais). Mas, o medo de decepcionar ele ou de tudo dar errado está me fazendo desistir, então tem a outra opção...
Ou eu me mato.
Cansei de viver aqui nessa casa, cansei de ser horrível, cansei de ser chata, minha presença é insuportável até pra mim mesma. Não aguento me sentir a mesma menina de 16 anos, que não tirava foto e usava fake no facebook/orkut, sou burra, não aprendo nada da escola nem da faculdade.
Nem era pra eu existir, entende? Viver sabendo que sua existência foi um erro... é diferente, a sensação é diferente.
E eu não tenho vício em tristeza, eu amo gente feliz, amo os pequenos momentos de alegria que tenho às vezes.
Tem alguns motivos que fizeram com que eu n√£o me matasse ainda: pl√°sticas.
√Č, eu penso em fazer v√°rias pl√°sticas, emagrecer mais, definir o corpo um bocado. Mas eu precisaria de pelo menos 14 mil reais pra essas pl√°sticas e as chances de eu conseguir isso antes de me mudar (pro meu namorado nunca ver os defeitos da minha cara) s√£o bem baixas, eu fiz v√°rios bicos pra juntar a quantia que tenho para os alugueis, mas isso demorou muito.
Morrer é mais fácil, mas existe o medo por ser uma decisão definitiva e não saber o que me aguarda.
Eu vou pro inferno, sabe? Sofri aqui, pra depois ir sofrer no pós-vida, Deus é amor, mas acho Deus cruel.
Se alguém ler isso algum dia toca aqui \o
submitted by needplastic to desabafos [link] [comments]


2020.07.11 20:37 darwinson-chan O dia que minha namorada me expulsou do armario

Ol√° lubixco, editores, papel√Ķes (ou restos deles...), poss√≠vel convidado (q n deve existir pela quarentena), turma que est√° a ver ou ler e pspsps gatas (j√° que n√£o olham mais pro luba, d√™em aten√ß√£o pra mim).
A história não é bem engraçada, mas talvez possa ajudar alguém ou até fazer algumas risadas... Espero que gostem!
"O dia que minha namorada me expulsou do armario sem querer"
Então para esclarecer, eu me descobri bissexual no 9 ano e comecei a namorar uma garota no médio. Nunca fui de pegar ninguém então acabou que ela foi minha primeira namorada e a unica pessoa que eu tinha beijado.
Eu e essa menina, que na época se chamava Isabele e é assim que a chamaremos aqui, tínhamos um relacionamento legal, assistiamos anime e, as vezes, íamos no shopping com algumas amigas (o que era mais uma desculpa que qualquer outra coisa, mas tudo bem). Mesmo assim ela ainda fazia algumas piadas sobre minha sexualidade, meio bifóbicas, tipo "bem que você podia ser 100% sapatao" ou "não precisa fingir ser meio hétero", enfim...
Quando tínhamos uns 2 meses de namoro, saimos em um rolê com umas amigas pro cinema. Estávamos sentadas na frente do Starbucks (ela com alguma bebida de lá e eu com a casquinha do Mc pq eu sou pão duro) enquanto as outras "compravam o ingresso" (provavelmente n queriam segurar vela ou estavam atras de algum boy).
Entao Isabele disse que tinha que conversar comigo. Ela tava meio estranha nas √ļltimas semanas e eu j√° tremi na base, achando que tinha feito algo errado, que ela ia terminar comigo ou algo assim. Isso come√ßou a me deixar meio nervosa (e eu tava meio instavel pela TPM).
Entao a Isabele falou algo tipo: "Eu nunca me senti bem comigo mesma sabe... nao me identifico muito com o meu genero..." então ela falou que estava questionando o próprio gênero (há algumas semanas ela confirmou isso). Eu falei que tudo bem, que ia gostar de qualquer jeito, que amaria elu independente do genero. Isabele disse que estava pensando também em mudar o nome e eu apoiei e taus (mas continuarei chamando elu por Isabele por pedido próprio para não expor).
Elu veio por tr√°s para me dar um abra√ßo, o que eu achei estranho pq como eu ainda n√£o tinha "saido do arm√°rio" pra mt gente nao costumavamos ter essas demonstra√ß√Ķes publicas e muitas pessoas achavam que √©ramos amigas. Dada a situa√ß√£o n√£o me importei, N√ÉO √Č COMO SE ALGU√ČM FOSSE ME RECONHECER. Ent√£o elu disse no meu ouvido...
Eu respondi que eu era bi, mas podia amar elu mesmo assim. Além disso, na minha cabeça, se eu fosse lésbica não poderia gostar delu, já que se identificaria com outro genero.
(Algumas pessoas consideram que bissexuais podem gostar apenas de dois gêneros e eu nao tinha certeza na epoca. Hoje já tenho mais certeza pois vi um vídeo de uma tiktoker que me representou( https://vm.tiktok.com/T6aeL). isso meio que me pressionava e me dava umas crises de identidade fodas. Mas tudo bem. )
Depois de uma breve discussão, que eu não lembro o q tínhamos falado, Isabele perguntou de novo, meio pra baixo meio irritade e falou que eu não podia ser bi se eu ainda gostasse delu. Eu, como a pessoa calma que sou, acabei gritando "não posso o car...valho!" E concluí "Pensei que te amar fosse o suficiente" e atraí um pouco de atenção, havia alguns grupos adolescentes próximos olhando (guarde essa informação, ela é bem importante).
Acho que elu ficou magoade com aquilo e eu me senti muito mal, mas qual o problema em eu ser bi? Além disso elu sempre soube que eu tenho muitos problemas quanto a isso e mesmo assim ao inves de ajudar com minhas crises fazia piada. Mesmo que não soubesse a real intenção, se Isabele estaria fazendo as piadas pra me acalmar ou talvez me fazer admitir ser lésbica. Enfim não sei
Anyway, eu não devia ter gritado, elu ficou brave e explodiu tb, dizendo que eu tinha preconceito com pansexuais por não me admitir ser. E do nada o assunto mudou "Aliás por que você não sai da porr* do armário, em cara***?! Não tem orgulho de sermos um casal? ".
Isabele queria muito que eu falasse pros meus pais, j√° tinha dito que se sentia mal em esconder isso. Os pais delu s√£o de boa ent√£o ela contou pra elus e pediu pra manter segredo, mas eu n√£o contei nem pra todos meus amigos. Elu queria muito se apresentar como meu namorade, mas eu sempre disse pra elu esperar e elu ficava chateadu.
Bem, até agora, Quem é o babaca? (Deixa nos coment com um * pra eu saber que está se referindo a esse momento)
Continuando: eu, que já sou chorona, naquele dia estava bem pior. Como eu sempre faço, sai correndo pro banheiro, bem clichê mas é.
Uns minutos depois a minha amiga, que vamos chamar de Ana, foi atr√°s de mim, me ligou. Eu tava trancada numa das cabines do banheiro, s√≥ atendi e falei que tava no banheiro e ela me achou por causa do t√™nis que eu tava usando, que tinha uma faixa de arco √≠ris na sola (alias como ela viu o meu t√™nis sendo que eu tava na √ļltima cabine, nao sei. s√≥ espero que n√£o seja do jeito que eu imagino).
Ela me acalmou e taus, naquele momento o que eu mais sentia não era ódio delu e sim de mim mesma, eu não tinha o porque de ter gritado, descontei nela os problemas das minhas próprias crises.
Enfim, o resto do role meio q miou né? Eu fui pra casa da Ana pq se meus pais me vissem com aquela cara iam perguntar. Eu tava digitando um textinho de desculpas quando ela me parou e mandou eu olhar o twitter no perfil de Isabele. Eu olhei e já notei de cara uma indireta: "Acho que fingir 'ser alguem que você nao é' é péssimo. Mas pior é mentir para os outros e continuar mentindo." Quem manda indireta no twitter? eu não uso muito, então não sei se é normal mas subiu o ódio de novo.
O dia não podia piorar né? Mas o problema é que a situação nao acabou aí.
Lembra que eu disse que tinham muitos adolescente lá? Então, acontece que esse shopping é perto do colégio onde eu estudo então geral vai la e entre eles estava uma aluna do colégio, vamos chama-la de Carls.
A Carls era da minha série e, como adolescente nao sabe cuidar da própria vida, não só contou pra umas amigas, como também filmou uma parte e postou no snap. Hoje me abomino por ter pintado metade do meu cabelo de vermelho pq provavelmente ela me reconheceu por isso. Sabe aquela garota que gosta de espalhar fofoca por aí e age como se não tivesse feito nada de errado? bem era a Calrs.
E como adolescente também adora uma fofoca ou jogar lenha na fogueira, de repente virou um rumor. Alguém tirou print e o negócio meio que espalhou. Lembro que naquele dia chegaram a colocar no stories do insta do colégio (o insta que é meio que um blog dos alunos do médio) uma enquete se nos shippavam ou não.
O twitter de Isabele era privado, o que talvez diminuiu o alcance, mas não o suficiente pra elu perceber o que estava acontecendo. O post foi suficiente pra confirmar que eramos nós brigando e tiraram print do post dela, então adiantou nada a conta ser privada. As pessoas das nossas séries perguntavam pra mim se era verdade, tratavam como se fosse um plot de uma série americana.
Enfim talvez esteja parecendo maior do que realmente foi mas, para dar uma ideia mais realista, boa parte do segundo do médio comentou sobre isso em algum momento (pq, por Isabele ser "diferente" e abertamente, as pessoas conheciam elu, a maioria inclusive apoiava) e alguns grupinhos de colegas que pelo menos me conheciam falaram comigo. Essa situação, por conta de alguns comentários no twitter (não muito gentis), chegou na coordenação, a orientadora foi legal, chamou a gente no fim da aula e disse que se houvesse qualquer preconceito podia falar com ela e taus. Isso tudo em uns 3 dias. A gente conversou com calma, eu ainda amava elu, mas não tinha muita certeza se deviamos voltar.
A situação chegou nos meus pais. Eu tive que explicar tudo pra eles. Não foi tão ruim, mas eu queria ter uma outra oportunidade ou sla. Fiquei de castigo por causa dos roles e por não contar, sem celular por uma semana.
Eu e elu tinhamos evitado nos falar na escola pra diminuir os boatos. Depois disso ainda n√£o t√≠nhamos nos perdoado totalmente, apenas evitamos. Eu fiquei com outras garotas e entao come√ßou a quarentena (fazia pouco menos de meio ano desde todo esse role) e com isso as paranoias: Eu nunca cheguei a ficar com nenhum garoto, muito menos a namorar. Nao sei se sou pan, bi ou l√©sbica, at√© pq eu me meti numa situa√ß√£o em que meu companheiro se descobriu agenero no meio do relacionamento. Talvez eu seja l√©sbica e causei esse furd√ļncio pra nada?? Acho que essa situa√ß√£o colocou ainda mais press√£o infelizmente e, sei l√°, as coisas s√£o confusas as vezes.
Semana passada Isabele me chamou no whats, conversamos e nos perdoamos devidamente e ainda sinto um sentimento por elu. Ai meu Deeeeus eu vou morrer sozinhaaa.
Enfim, espero que tenham gostado (foi mal pelo textao). Todos os que est√£o passando por essas crises de sexualidade, genero ou whatever, durante a quarentena, fiquem fortes, posso n√£o ser a melhor pra dar apoio, mas tudo vai ficar bem. Desculpa pela historia longa
Beijos, =30
submitted by darwinson-chan to TurmaFeira [link] [comments]


2020.06.27 20:59 goluizgo Sou babaca por ficar com uma colega de trabalho que se interessou romanticamente por mim e depois aparecer de repente namorando outra pessoa?

Sim. Provavelmente. Sendo sincero, eu talvez j√° tenha me julgado como babaca. Mas vamos √† hist√≥ria. Eu fui aceito como professor de ingl√™s em uma rede de curso dessas a√≠. Lugar novo, gente nova. Havia passado uns bons meses desempregado. E, honestamente, depois da barra de ter sido demitido do outro emprego, foi √≥timo respirar os ares de uma nova oportunidade. Dentre uma das pessoas que conheci, estava a Blur. Ela desde o come√ßo sempre foi muito simp√°tica comigo. Era uns sete anos mais velha, mas, do jeito que t√≠nhamos afinidade, a idade n√£o demonstrava ser nenhuma barreira. No meu outro emprego, n√£o consegui fazer muitos amigos e fiquei bem isolado. Portanto, ter amizade com algu√©m por l√° me fazia muito bem. "Hmm e foi a√≠ que rolou o tal do tico teco?". √Č. Bem... eu nunca tive muito interesse. Blur era uma excelente amiga cuja presen√ßa me fazia muit√≠ssimo bem. Por√©m nunca a olhei com desejos rom√Ęnticos. Blur, em contrapartida, olhou. Numa fat√≠dica tarde de um fat√≠dico dia, uma outra colega professora me abordou declarando os interesses de Blur. Sim, sim. Igualzinho aos corredores de escola cheios de bafaf√° e puberdade. Me senti estranho. Quase como um adolescente. Ainda mais estranho por se tratar de algu√©m quase oito anos mais velho do que eu. Por√©m, bom, n√£o exatamente um estranho ruim. Foi a emo√ß√£o e nostalgia da situa√ß√£o que me fizeram responder: "Ah, olha, talvez role. Vamos vendo". Sem ter nenhuma pretens√£o nem vontade de rolar algo. O tempo passou. Numa v√©spera de feriado, eu sentava sozinho em um bar. Tinha combinado com um amigo de beber, mas ele cancelou o rol√™ e eu fiquei por l√°. Como era algumas ruas depois do meu trabalho, n√£o me custou muito tempo. Mas, ainda assim, fiquei frustrado. Bem frustrado. Queria fazer algo. Era v√©spera de feriado. Ent√£o, bom, bem, eu tive uma ideia. Blur estava trabalhando ali perto e sairia em breve. Que tal cham√°-la? Prontamente, ela aceitou. Se sentou na minha mesa, que j√° estava estocada com algumas garrafas de √°lcool vazias e se p√īs a beber comigo. Conversamos. Bebemos. Conversamos. Fomos pra casa dela. Transamos. Pelo pouco que lembro, foi uma bagun√ßa. Nada deu certo. Por√©m, na tarde do dia seguinte, j√° s√≥brio, possivelmente pela facilidade da situa√ß√£o, acabei tentando continuar os eventos da noite anterior. E aconteceu. Isso se repetiu algumas vezes. Em todas as vezes, eu sentia uma extrema culpa. Pois sabia que ela se interessava por mim e eu n√£o me interessava por ela. Pessoalmente, n√£o vejo nada de errado em s√≥ ter uns ticos e uns tecos com algu√©m. Mas, quando uma das partes entra com sentimento rom√Ęntico, complica. Tem que haver di√°logo. Di√°logo que eu jamais propus. No m√™s de f√©rias, ela veio at√© minha casa toda arrumadinha e eu estava decidido que n√£o rolasse nada e que ir√≠amos conversar. J√° estava saindo com uma menina por quem me interessava muito (atual namorada) e queria que tudo ficasse bem claro entre mim e Blur. Era perto do meu anivers√°rio. E Blur tinha trago um presente. N√£o um qualquer. Um poema. Feito a m√£o. Enrolado. Numa fitinha. Me senti enfraquecido e perdi a coragem de conversar. Naturalmente, como pra ela tudo estava normal, ela tentou dar uns verdes e iniciar algo, mas eu me afastava, frio. Dava cortes. √Ä noite, a coloquei pra dormir em outra cama sem nem olhar nos olhos dela. Enfim, comecei a namorar. Red - como vamos chamar minha namorada - discordava de mim desde o come√ßo. E dizia que eu tinha que conversar com Blur. Esclarecer as coisas. Sentia muita compaix√£o por ela, porque j√° havia estado em situa√ß√Ķes semelhantes. At√© brincava dizendo: "Ah vai deixa que eu falo com ela!". No entanto, um dia, ficamos b√™bados e isso deixou de ser uma brincadeira. Passei o Instagram de Blur e Red mandou uma mensagem. Elas conversaram sobre mim. Na manh√£ seguinte, j√° que tudo j√° havia sido exposto, fui eu mesmo chamar a menina. Conversamos. Ela colocou pra fora tudo que sentia e como eu tinha que ter me comunicado. Blur desabafou. Cogitei mandar prints dessa conversa. Mas sou novo nisso e tenho muito medo de exp√īr. Ent√£o fica pra pr√≥xima. A quest√£o com isso tudo √©: (por mais que eu imagine a resposta) Eu fui babaca?
submitted by goluizgo to TurmaFeira [link] [comments]


2020.06.23 21:48 pi_la_longa O desastroso dia que perdi o B.V

Para começar eu sou de Portugal por isso se não perceberem algo perguntem nos comentários
Olá Luba, editores, turma, e convidado vou contar a história do dia em que perdi o meu B.V
Então eu estava no sexto ano(no Brasil acho q é o segundo ano do ensino médiol e havia uma menina que gostava de mim, vamos chamá-la de Maria e numa quinta feira, vieram-me dizer que a Maria gostava de mim até aí tudo bem, eu geralmente custumava andar com alguns amigos meus e então eu estava a falar com eles sobre o ocorrido, e a melhor amiga dela ia a passar e nesse preciso momento ela só ouviu a frase "aceitar namorar com ela" enquanto a frase completa era "nunca aceitaria namorar com ela" e essa amiga dela foi lhe contar isso, e quando dei por mim tinha toda a escola á minha volta a q gritar beija, beija e eu sobre pressão disse que não daria ali depois dava(pois não consigo magoar ninguém) fomos para a aula e ela não parava de olhar para mim com um olhar assustador. Então acabou a aula e eu fui com ela para atrás do bar onde ela me agarrou e beijou-me mas ainda hoje lembro me da sensação daquele beijo pois ela tinha aquele bigode de adolescente e ainda tinha o hálito a cheirar a alho. Depois desse dia de aulas cheguei a casa e tive 15 minutos a lavar os dentes
submitted by pi_la_longa to TurmaFeira [link] [comments]


2020.06.23 01:31 AdaoOPaiDaHumanidade SOU BABACA POR N√ÉO CONSIDERAR MAIS MEU IRM√ÉO COMO MINHA FAM√ćLIA?

Ol√° lubixco, editores, falecidos papel√Ķes (E PEKEANU REEVES <3), Jean (possivelmente) e turma que est√° a ver. Bem, a hist√≥ria √© realmente muito longa j√° aviso, ent√£o j√° vai pegando aquela √°gua para se manter hidratado.
Sou irm√£o mais novo de uma fam√≠lia de dois irm√£os, meu pai morreu quando eu tinha dois anos e meu irm√£o mais velho foi criado pelo meu av√ī, o que fez eu ter crescido boa parte da minha inf√Ęncia com minha m√£e, ela sempre foi uma pessoa dif√≠cil de se lidar (essa explica√ß√£o longa vai ajudar para contextualizar a hist√≥ria), talvez em parte pela morte do meu pai, ela constantemente gritava comigo e brigava comigo por querer aten√ß√£o, dizendo que era uma crian√ßa irritante e algumas vezes me agredindo fisicamente por incomodar ela quando ela estava querendo ver televis√£o, minha m√£e nunca deu muito certo com trabalho, o que levou meu av√ī a sustenta-la a maior parte da vida dela j√° que ele era funcion√°rio p√ļblico e ganhava muito bem mesmo depois de aposentado, aos meus oito anos eu, minha m√£e, meu irm√£o e meu av√ī passamos a morar juntos no mesmo apartamento por conta de meu av√ī come√ßar a desenvolver Alzheimer e Parkinson, o que fazia do mesmo precisar de cuidados especiais. Devido a isso todos n√≥s precis√°vamos cuidar dele, e com todos quero dizer meu irm√£o e eu, j√° que minha m√£e sofria de obesidade, hipertens√£o e diabetes. Meu irm√£o √© sete anos mais velho que eu, logo ele tinha 15 anos na √©poca. Foi um per√≠odo dif√≠cil para todos n√≥s at√© meu irm√£o se formar no ensino m√©dio com dificuldade por precisar a cuidar do meu av√ī.
Ap√≥s ele se formar, minha m√£e que j√° era um tanto abusiva, gritando e batendo em n√≥s, at√© mesmo nos chamando de in√ļteis e dizendo que se arrependia de nos ter feito, se tornou ainda mais controladora, n√£o permitindo que ele fizesse faculdade porque precisava que todos cuidassem de nosso av√ī, apesar de termos dinheiro suficiente para fazer tudo isso e ainda contratar algu√©m para cuidar dele.
Os anos foram passando, e eu me tornei um adolescente recluso que n√£o tinha muitos amigos, apenas alguns poucos amigos virtuais que eu fiz atrav√©s de jogos, comecei a desenvolver ansiedade e depress√£o por conta doa conviv√™ncia com minha m√£e, fora o estresse de cuidar de meu av√ī junto de meu irm√£o, sem falar que minha conviv√™ncia com meu irm√£o era um tanto superficial.
Um dia eu recebi a noticia que um dos meus amigos que fiz virtualmente, a quem eu contava tudo que acontecia comigo, havia cometido suic√≠dio por conta depress√£o, isso me marcou muito, e fez eu ficar semanas sem conseguir me alimentar, n√£o contei para a minha m√£e por ela sempre ter ridicularizado tudo que eu sentia e nunca ter sequer me deixado ter um tempo para sair de casa e ter amigos ou me divertir, minha vida sempre se resumindo a escola e casa, acabou que o √ļnico espa√ßo de felicidade que eu encontrei foi nos jogos e nas pessoas que conhecia neles, e agora naquele momento a primeira pessoa que pareceu se importar em como eu me sentia de verdade tinha morrido, me senti sem ch√£o, e n√£o tinha ningu√©m para quem falar aquilo, apesar da conviv√™ncia rasa com meu irm√£o, que basicamente era conversar sobre jogos e animes, e muito raramente eu falava como me sentia, eu tentei dar uma chance e falar para ele o ocorrido, ele sabia das minhas amizades virtuais. Ele ficou surpreso na hora, mas ent√£o ele falou algo que de certa forma me machucou bastante 'O que voc√™ quer que eu fa√ßa?" aquilo me entristeceu de verdade, sei que ele n√£o fez por mal e talvez ele s√≥ n√£o soubesse como lidar com isso na hora, mas isso s√≥ fez eu me fechar mais e mais. No ano de 2015, minha m√£e morreu de um ataque card√≠aco, isso foi um momento bem preocupante na vida minha e do meu irm√£o, pois agora eu com 19 anos e meu irm√£o com 26 anos est√°vamos por conta pr√≥pria para cuidar do nosso av√ī e tomar todas as decis√Ķes das nossas vidas, por um lado era bom, mas por outro estavamos assustados por n√£o termos nenhuma base ou ajuda para como seguir com nossas vidas. S√≥ que havia outro fator, nossa m√£e era a curadora do nosso av√ī, em termos simples, ela era a respons√°vel legal por usar o dinheiro dele em fun√ß√£o de fornecer os melhores cuidados que ele pudesse, por√©m ela tinha uma irm√£, nossa tia, as duas nunca se deram bem e nunca tivemos contato com nossa tia, e agora com a morte de minha m√£e tinhamos que contatar ela, e nossa m√£e sempre falou muito mal dela, por√©m devido a personalidade que minha m√£e tinha e seu transtorno de bipolaridade (sim, ela tinha problemas de comportamento graves) n√≥s n√£o sab√≠amos o que esperar dela.
A principio a conviv√™ncia com ela foi boa, ela parecia ser uma pessoa legal e simp√°tica, eu comecei a fazer faculdade e meu irm√£o tamb√©m, tudo parecia correr bem, s√≥ que em Fevereiro de 2016 meu av√ī faleceu, e como ele era o provedor de tudo em casa, estavamos preocupados quanto ao dinheiro, s√≥ que muitos anos atr√°s antes de ficar doente, ele havia me perfilhado para caso ele morresse eu recebesse uma pens√£o atrav√©s dele at√© meus 24 anos. Problema de dinheiro resolvido, por√©m aos poucos minha tia se mostrou ser abusiva e controladora, n√£o, ela n√£o batia em nenhum de n√≥s, mas controlava nosso uso da internet e reclamava de nos ver jogando ou vendo animes, para ela a nossa vida deveria se resumir a estudar, estudar e estudar, quando sa√≠amos de casa para fazer algo, era sempre aos lugares que ELA queria, na √©poca eu queria acreditar que ela estava apenas preocupada com nosso bem, at√© aquilo se tornar muito sufocante para mim, acabei por conhecer uma garota ga√ļcha atrav√©s da internet, enquanto eu era do Rio de Janeiro, eu gostava muito dela, por√©m o namorado dela era abusivo e isso acabou nos afastando porque ela n√£o enxergava isso e se achava a errada da hist√≥ria por conversar comigo.
A faculdade tamb√©m acabou sendo horr√≠vel e eu queria mudar de curso, por√©m n√£o me foi permitido porque tudo que eu sentia vontade de fazer me era recusado por "n√£o dar dinheiro". Eu acabei me afundando mais ainda numa profunda tristeza e frustra√ß√£o constante, at√© que no ano de 2019, sentindo constantes pensamentos suicidas, acabei voltando a falar com alguns amigos da √©poca de ensino m√©dio, e junto deles com a menina ga√ļcha que eu conheci, ela havia terminado com o namorado e voltamos a conversar, acabou que nos reaproximamos bastante e ela come√ßou a me ajudar bastante, ela tamb√©m admitiu gostar de mim e disse que queria ter algo comigo, por√©m havia um amigo meu do ensino m√©dio que tamb√©m gostava dela e eu n√£o queria magoar ele, s√≥ que ela mesma havia dito que j√° havia rejeitado ele por diversas vezes. Ent√£o acabamos por come√ßar a namorar a dist√Ęncia, estava at√© com planos de me mudar para l√° e come√ßarmos uma vida juntos, por√©m quando minha tia descobriu, ela surtou dizendo que a menina s√≥ queria arrancar meu dinheiro e mais nada e me proibiu de continuar falando com ela, mais uma vez tudo que eu queria estava me sendo tirado, por fim eu decidi confronta-la e isso resultou em ela confiscar meus celulares, cart√Ķes de banco ao qual me dava acesso a conta que minha pens√£o era depositada, me amea√ßando at√© mesmo de c√°rcere privado.
E s√≥ consegui me livrar daquilo porque meu tio ajudou, me levou para a casa dele, conversou comigo e com ajuda dele, recuperei minhas coisas, me mudei para o Rio Grande do Sul e estou morando com minha ATUAL NOIVA agora e construindo minha fam√≠lia. Por√©m eu me importava ainda com meu irm√£o, apesar dele nunca ter sido t√£o pr√≥ximo emocionalmente de mim, ent√£o dividi todo o dinheiro que havia ganhado na metade e depositei metade do dinheiro na conta dele, para assim ele poder terminar a faculdade, ainda hoje ajudo a pagar o plano de sa√ļde da minha tia que √© muito caro, apesar dela nunca ter usado ele para nada. Fa√ßo isso por acreditar que meu av√ī iria querer que esse dinheiro ajudasse a todos da fam√≠lia. Por√©m at√© hoje sou visto como errado, aquele que abandonou a fam√≠lia, e nenhum deles se preocupa comigo, quando falam comigo √© somente para falar de dinheiro e nunca sobre mim. Nem mesmo meu irm√£o demonstrou alguma simpatia ou preocupa√ß√£o quando eu mandei uma mensagem para ele, dizendo tudo que eu sentia sobre tudo que aconteceu. Ele nem se importou. E ainda por cima, quando conseguiram meu contato foi apenas para dizer o qu√£o eu sair de casa estava prejudicando a vida e futuro do meu irm√£o, que ele estava com depress√£o por tudo isso e que eu era ego√≠sta que tirei o dinheiro que deveria ser deles, mesmo que eu tenha deixado 50% de tudo o que tenho para ele apenas por considera√ß√£o, sendo que a pens√£o √© s√≥ minha. Estou mandando esse texto porque n√£o sei se sou o errado ou n√£o, j√° que √© o que eles fazem parecer ser e eu me sinto machucado por realmente n√£o poder esperar nada de bom emocionalmente falando vindo deles.
Segue o link dos prints da "conversa" (E sobre o meu tio no print, descobri que era mentira sobre meu irm√£o querer falar comigo, meu tio fez isso para tentar nos reaproximar).
https://imgur.com/a/gXsvNps
Então, sou babaca por não conseguir sentir mais nada de afetivo pela minha família?
PS: Quando eu tiver saco vou falar sobre conversas que eu e minha noiva tivemos com aquele meu "amigo" que estava afim (AINDA) da minha namorada durante toda essa situação frustrante e da briga que isso deu, porque minha desgraça não para por ai :"v
submitted by AdaoOPaiDaHumanidade to TurmaFeira [link] [comments]


2020.06.21 11:30 shiba_chichichi AMIZADE DOS INFERNOS

Segura na mão de deus, pq essa história é meio longa
Oi lubaeditoresgatasturmaqueestaaver, espero que possam gostar da minha história, e talvez até me dar algum conselho.
Bem, isso aconteceu em meados de 2018, eu tinha conhecido um amigo novo chamado Iglu (nome fict√≠cio) atrav√©s de uma amiga do curso de ingl√™s, e na medida em que nossa amizade foi, eu ia me apaixonando. Por consequ√™ncia disso, eu falava muito dele para as minhas amigas da escola, incluindo uma pessoa que vamos chamar Diaba. A Diaba n√£o gostava do Iglu, de jeito nenhum e por nenhuma raz√£o, e ela falava isso sempre que eu perguntava o porqu√™ dela n√£o gostar dele. Um dia, enquanto eu estava distra√≠da, ela pegou meu celular e come√ßou a mexer nas minhas conversas (ela tem essa mania de ficar pegando o celular das pessoas e ficar lendo as mensagens pra ver se est√£o falando dela), e ela teve a id√©ia de come√ßar a xingar ele pelo meu celular. Eu vi ela fazendo isso, mas eu tentava tirar da m√£o dela e ela me afastava, e n√£o adiantava argumentar com ela, pq ela n√£o escutava e continuava escrevendo. At√© que para minha salva√ß√£o, na escola n√£o tinha Internet, e as mensagens n√£o estavam sendo enviadas, pelo menos eu ACHEI que eu teria salva√ß√£o, at√© que ela me devolve o celular e solta "se voc√™ apagar as mensagens, eu nunca mais falo com voc√™", ela me fez escolher entre a amizade dela e a do Iglu, e eu sendo muito ing√™nua e submissa a ela, eu n√£o apaguei as mensagens. Ao sairmos da escola em dire√ß√£o ao ponto de √īnibus, meu celular se conectou automaticamente a Internet da pra√ßa em frente a escola, e ela pegou o celular de mim e esperou as mensagens serem enviadas para me devolver o celular. Ao chegar em casa, eu recebo mensagens dele falando que estava muito bravo comigo, mesmo eu contando oq tinha acontecido, eu passei dois dias sem dormir direito, mas como eu ainda era burra, n√£o deixei de falar com a Diaba. Depois desses dois dias, eu recebo uma mensagem do Iglu, pedindo perd√£o por tudo, e que n√£o queria perder minha amizade, ent√£o voltamos a ser amigos, mas se passou 1 ano e eu ainda n√£o tinha contado nada. Ele e a Diaba come√ßaram a se falar depois de um tempo, e eventualmente, a namorar. Eu fiquei muito triste com isso, mas eu me senti na obriga√ß√£o de parar de gostar dele por causa dela, e durante muito tempo, eu neguei meus sentimentos por causa dela. Ela sempre esfregou na minha cara o relacionamento deles, mas eu nunca deixei de ser amiga dela, pois eu era muito burra e ingenua, por√©m, teve um plot inesperado. Ele terminou com ela no dia do seu anivers√°rio (que inclusive eu fui), e n√≥s nos divertimos muito, por√©m, eu n√£o contei nada... Depois disso, ela voltou as origens: come√ßou a falar mal dele e a tocar no nome dele com √≥dio, sendo que ele terminou com ela pq ela √© uma puta menina abusiva, PARAN√ďICA e desinteressante do caralho e eu idiota sempre defendia ela. Chegou um dia que ela veio falar comigo no zipdzopit e eu mandei figurinhas de peixe (sim, peixe), e ela ficou PUTA, e oq eu fiz? "Ahh por favor me perdoe por mandar figurinhas de peixe eu n√£o quero te perder", mas ela vizualizou a mensagem e n√£o respondeu, at√© que vi a oportunidade de falar com ela em pessoa. N√≥s duas √©ramos de escolas diferentes, ela em uma escola estadual da minha cidade e eu que recentemente tinha passado no IF daqui, e nesse IF sempre tinha um evento onde os alunos expoem umas atividades com temas interativos, e todas as escolas iam pro IF para visitar, incluindo a escola da Diaba. Atrav√©s de uma colega de classe que se tornou amiga dela, eu consegui encontrar a Diaba e me humilhei na frente dela que nem um cachorro com o rabo entre as pernas: chorei pedindo perd√£o por uma coisa idiota e que eu j√° tinha pedido desculpas, e ela """aceitou""" mas n√£o trocou uma palavra comigo no evento todo, e assim ficamos durante um tempo, at√© que por conta da paran√≥ia dela, nossa amizade chegou ao fim. Eu e a Diaba desfizemos nossa amizade, apenas porque eu postei um meme de "adolescentes do s√©culo 21" que era daquelas meninas debochadas de "ai eu sou muito debochada, trato mal todo mundo mesmo, f√© nas malucas", e ela achou que era direcionada a ela (que n√£o era), e eu finalmente tirei aquela menina t√≥xica da minha vida, e devo dizer que foi a melhor coisa que me aconteceu, pois hoje em dia eu vejo o qu√£o independente eu sou e n√£o preciso de amizades abusivas que nem eu tive com essa menina. Eu e o Iglu (Igor, √© o nome dele) ainda somos amigos, ele me v√™ praticamente como uma irm√£, e ele √© a melhor pessoa do mundo, sempre do meu lado e me tratando como uma pessoa normal, n√£o como uma pessoa submissa a ele, como era com a Diaba.

√Č isto, muito obrigada por lerem minha hist√≥ria. ‚ô°
submitted by shiba_chichichi to TurmaFeira [link] [comments]


2020.06.21 05:37 HSaradaUchiha Fui babaca por minha amiga ter terminado o namoro por "minha causa"?

Ol√° Luna, editores, gatas, papel√Ķes e poss√≠vel convidado e pessoas em geral que est√£o lendo isso.
(Pode fazer sotaque de soteropolitano aí, é noix tia Carminha)
Essa é uma história antiga na verdade, e tudo já foi terminados porém até hoje eu não entendo direito o que aconteceu para terem me tratado tão mal, por isso vim aqui contar a história e descobrir se eu realmente era a babaca.
L√° em 2015 (eu tinha uns 10/11 anos) eu estava entrando no quinto ano do fundamental. Eu tinha entrado naquela escola no meio de 2014 (entrei l√° por outubro) e nessa escola, por ser localizada em um bairro meio pequeno, todo mundo se conhecia, mesmo os alunos que estudavam de tarde e os alunos que estudavam de manh√£ (eu no caso estudava de manh√£)
Em 2015 tinha entrado um garoto na minha turma que já era da escola, só tinha trocado de turno, e eu fiquei toda apaixonadinha nele nos primeiros dias. Só que então entrou uma menina nova, ele e ela começaram a se gostar e eventualmente a namorar. Até aí beleza, eu fiquei muito amiga dessa garota e nunca cheguei a falar pro garoto que eu gostava dele
Eu, essa garota e o garoto tínhamos outro amigo em comum o carls e ele era o meu melhor amigo.
Certo dia, o Carls começou a me encher, perguntando se eu gostava do garoto e depois de perder a paciência eu disse que sim, mas que tinha sido antes da garota chegar.
Aquilo tinha sido em uma sexta feira. No sábado eu tinha marcado de ir cedo me encontrar com a menina para que a gente fosse andar de patins (eu ia até mesmo dar meu patins antigo para ela) Mas ela simplesmente furou e como a minha internet não tava funcionando de dia direito, eu nem soube o motivo e nem perguntei. Mais tarde minha mãe saiu e eu consegui entrar no Facebook, foi quando vi as mensagens que o Carls e o garoto tinham deixado pra mim, eles estavam simplesmente me xingando dizendo que a menina tinha terminado com o garoto por minha culpa, já que nós éramos amigas próximas (prints da conversa a baixo). Eu chorei como o inferno, e quando minha mãe voltou, disse que viu a garota e a mãe e que elas não foram pq tinham ido a praia.
Quando fui segunda feira pra escola nem ela, nem ele e nem o Carls estavam falando comigo, e por causa disso e do trabalho da minha m√£e eu troquei meu turno na escola.
Essa história teve MT reviravolta, mas a pergunta é:
Fui babaca por gostar do namorado da minha amiga e "destruído" o relacionamento deles por isso? (Lembrando que eu comecei a gostar dele antes dela vir pro nosso colégio e eu nem fui eu que disse pra ela ou pedi pra que ela terminasse com ele por minha causa)
A conversa onde eles me xingaram (eram crianças tiradas a adolescentes então tem MUITO erro ortográfico) [part1]Turma feira https://imgur.com/a/BCehJs7 part2
submitted by HSaradaUchiha to TurmaFeira [link] [comments]


2020.06.14 07:18 RainhaDosDemonios Eu sou babaca por """"namorar"""" um menino que namorava uma menina com "C√Ęncer"?

Olá Luba, Misty, Gala, partes do Fodrigo Raro, Turma que está a ver e julgar essa história, e possível convido ou Jean. Estou aqui para tirar o peso da minha consciência.
Bom um pouco de contexto: Essa hist√≥ria aconteceu em 2018 ap√≥s eu come√ßa a jogar um MMO online (N√£o falarei o nome por quest√£o de exposi√ß√£o, n√£o sei se as pessoas do Reddit jogam esse jogo), eu tinha 14 quando nesse jogo eu entrei em um cl√£, nesse cl√£ onde a maioria era de espanh√≥is, eu conheci argentino, ao qual tamb√©m n√£o vou expor o nome chamemos ele de Fallen. Ele falava um pouco de portugu√™s e eu muito pouco de espanhol, hoje em dia ele fala bem o portugu√™s, e eu no auge dos meus 14 anos, achava que ele era uma esp√©cie de pr√≠ncipe, ele me ajudava a subir as coisas, sempre nos fal√°vamos no privado e viv√≠amos trocando cora√ß√Ķes. Uma semana ou duas semanas depois ele tinha meu zipzap, que at√© ent√£o ningu√©m do jogo tinha. Ent√£o ele me contou um pequeno detalhe... Ele namorava com uma das meninas do cl√£, vou chama-la de I, e nesse detalhe havia outro ainda menor, ele afirmava que ela tinha "C√Ęncer", e que n√£o poderia me assumir por conta disso, e adivinha o que a burra aqui fez? ACEITOU ISSO (tenho raiva de mim mesma at√© hoje), ficamos nessa por 2 meses (De junho at√© agosto), at√© que tudo subitamente come√ßa a dar errado, a sa√ļde mental dele estava inst√°vel, e eu a todo custo tentava ajudar ele (Como uma boa ""namorada"" faria) e algum tempo depois os 2 l√≠deres do cl√£ descobriram a nossa rela√ß√£o, chamarei uma de Akame e o outro de N, ambos vieram falar comigo no Messenger (Nota: A Akame era brasileira e o N argentino tamb√©m), eles vieram falar comigo sobre isso, tentaram por ju√≠zo na minha cabe√ßa de adolescente com fogo no rabo, e eu falava que n√£o, que eles estavam querendo acabar com a minha felicidade e coisas do tipo, a briga mais feia que teve foi entre eu e Akame (√≥ arrependimento de n√£o ter escutado ela), que por 1 ano e meio n√£o n√≥s falamos mais, e depois de mais um tempo a I descobriu isso, e eu cansada de brigar com quase todo mundo ao meu redor sobre isso, eu falei a verdade a ela (Hoje em dia somos amigas e ela n√£o guardo ressentimento por mim), e ent√£o o Fallen chego no meu zipzap, e segue a conversa: (Eu n√£o botei print pela pregui√ßa, mas se querem eu posso colocar aqui)
Fallen: Nose que dijiste (Não sei o que você disse) Fallen: Pero hiciste mal (Mas fez merda) Fallen: Hiciste que I se vaya (Fez com que I fosse embora) Queen/Eu: Creo que hizo mierda entonces (Acho que fiz merda então) Fallen: Me arruinaste... y yo queria ayudarla (Você me arruinou... E eu queria ajuda-la)
O resto sou eu puta da vida, xingando ele em forma de text√£o √© bem pat√©tico. No entanto eu estava arrasada, meu mundo caiu bem em frente aos meus olhos, e por um tempo eu parei de jogar por estar triste e essas coisas, mas em 2019 (Quando voltei a jogar), a I n√£o tinha nada contra mim, a Akame tinha parado por quest√Ķes pessoais, o N me perdoou, e tudo voltou ao normal, e depois de uma conversa com o N, descobri que o Fallen tinha mentido pra mim, a I n√£o tinha C√Ęncer, ele apenas usou isso como um motivo para n√£o me assumir.
Mas depois desse text√£o eu quero saber, eu fui babaca por """"namorar""""" um menino que namorava uma garota com "C√Ęncer"? (Eu s√≥ quero tirar esse peso na consci√™ncia, N√£o me importo de aparecer na turma feira, s√≥ vim desabafar)
submitted by RainhaDosDemonios to TurmaFeira [link] [comments]


2020.06.10 14:12 -Yung_ Sou babaca por ofender em rede social o meu ex namorado e xingar uma "ficante" dele de vadia e ter ameaçado cometer suicídio por ter me arrependido disso?

Olá Luba, turma, gatas, possível convidado e etc.
Queria avisar que o meu título sem contexto talvez fique confuso. Queria saber se por conta dessas minhas atitudes serei julgada como babaca. Talvez a história seja grande mas é pra vocês terem noção de tudo e me julgarem como queiram.
Come√ßando: No ano de 2019 para 2020 eu tinha rec√©m come√ßado um relacionamento com um menino da minha classe, vamos apelidar esse menino de H (tor√ßo pra que ele n√£o assista seus v√≠deos se n√£o eu t√ī ferrada kk), come√ßamos a namorar no dia 30 de outubro e namoramos por 2 meses. Irei poupar detalhes do que ocorreu no dia do t√©rmino, mas vou resumir: H, terminou comigo em Janeiro, eu sempre fui uma menina muito exagerada/dram√°tica ent√£o eu n√£o aceitei muito bem o t√©rmino, e quando ele declarou o fim do relacionamento (detalhe que o mesmo terminou comigo enquanto a gente andava na rua), eu comecei a chorar igual uma crian√ßa mimada, chorei muito e cheguei at√© a gritar de raiva e ao mesmo tempo desgosto. Desgosto pois uns minutos antes de terminar comigo, ele fez umas coisas que acabou me deixando super magoada. Sendo uma pessoa muito paran√≥ica, eu pensei que ele havia terminado comigo por conta do carnaval, ent√£o eu fui cobrar explica√ß√Ķes por mensagem, chamei ele no whatsapp e perguntei o porqu√™ dele ter terminado, perguntei se foi por conta do carnaval e ele disse que n√£o, ele tamb√©m havia me dito que nem vontade de sair pro carnaval ele tinha mais, e eu ot√°ria, acreditei. Na semana de carnaval, estava desenhando no meu notebook e fui olhar o whatsapp, sem mensagens mas postaram alguns status, e nos status do amigo do H, tinha videos do mesmo pulando carnaval, festejando e pegando uma garota. Eu na mesma hora fiquei p da vida e dei um soc√£o no teclado do meu notebook o soco foi meio forte e o pc n√£o ligava de jeito nenhum, mas acabou ligando, eu quase quebrei o meu pc por raiva. Eu n√£o fiquei puta por conta dele ter ido pular carnaval e pegar uma menina (ou mais), mas sim por ter dito que n√£o iria pular carnaval E TER IDO PULAR CARNAVAL. Por conta disso e mais vacilos minha sa√ļde mental estava meio mal, mas como adolescente ot√°ria n√£o bloqueei ele em lugar algum, mandava indiretinha nos status do zap e comecei a falar dele no meu twitter, pois como eu disse, n√£o tinha aceitado o t√©rmino e o que eu sentia todos os dias era mais √≥dio do que tristeza. Quando comecei a falar dele no twitter, semanas depois o mesmo aparece me seguindo e curtiu TODOS os tu√≠tes que eu falava a respeito dele. Ent√£o, quando ele come√ßou a me seguir s√≥ foi mais um "gatilho" para come√ßar a difamar mais ainda a imagem dele em rede social, foi a√≠ que come√ßou a merda. O √≥dio e m√°goa que eu sentia por ele eram inexplic√°veis, tanto que eu fiz at√© uma "thread" s√≥ falando o qu√£o destru√≠da eu tava e falando o qu√£o juvenil ele era. Ele s√≥ curtiu todos os tu√≠tes dessa thread e seguiu a vida, penso eu que ele curtia os tu√≠tes por deboche, pois o mesmo n√£o deve se importar com nada do que eu falava dele em rede social. At√© que chegou um dia que eu decidi tuitar merda achando que n√£o ia dar em nada, o tu√≠te era a respeito do meu ex ter pego uma menina que eu particularmente n√£o gostava, n√£o tinha motivo pra eu n√£o gostar dela, eu s√≥ n√£o gostava (vamos chamar ela de B) mas um dia ela me deu um pequeno motivo pra ter um rancor pela mesma: enquanto eu ainda tinha um relacionamento com o H, ele era um dos amigos da B, um dia a B ficou meio triste e come√ßou a chorar, eu n√£o sabia o motivo do choro, mas eu falei pro H ir conversar com ela pra tentar consolar a mesma, ele se recusava a ir, ent√£o eu n√£o insisti. B provavelmente ficou putassa por conta disso, e enquanto eu beijava o meu ex namorado, a B empurrou a cabe√ßa do meu ex contra a minha, que fez com que o aparelho dele rasgasse um pouco o meu l√°bio, ficou doendo e o meu l√°bio ficou com gosto de sangue, mas nada demais. Mas pra mim foi um bom motivo pra n√£o gostar dela. E eu ganhei mais um motivo pra n√£o gostar dela, acabei descobrindo mais tarde que o meu ex ficou com ela ligando alguns pontos, o que me deixou com mais √≥dio ainda. Eu sei que eu n√£o tenho o direito de controlar com quem ele fica ou n√£o, mas eu ainda amo muito ele e n√£o conseguia lidar com o fato dele ter superado t√£o f√°cil, enquanto eu sofro at√© hoje com isso. Voltando ao tu√≠te onde eu falava dela, o tu√≠te dizia mais ou menos "pode continuar pegando a vadia mirim da sua amiga que empurrou a minha cabe√ßa enquanto eu beijava a porra da sua boca." Normalmente eu apago muitos tu√≠tes mas esse eu decidi n√£o apagar (p√©ssima escolha que acabou causando um efeito borboleta), chamei ela de vadia mirim mesmo ela sendo um ano mais nova que eu.
Em um dia qualquer, em plena madrugada, chegaram algumas notifica√ß√Ķes no meu twitter, umas delas eram respostas a tu√≠tes meus, as respostas eram ofensas (tenho print disso at√© hj), umas das respostas eram tipo: "vc fez isso pq quis nega, aprende a lidar com os seus erros, pq j√° custa o mundo ter q lidar com a sua exist√™ncia nele." Achei que era alguma amiga do H vindo me xingar, porque ele tinha muitas amigas, e tamb√©m tinham tuitado uma indireta dizendo tipo: "Pra que reclamar tanto do ex aqui? Pqp n√£o enche o saco." Eu nem sabia da exist√™ncia desse tuite mas acabaram me marcando nele ent√£o eu vi. Eu n√£o respondi nenhum dos tu√≠tes, mas eu fiquei completamente triste, fui cobrar o meu ex a respeito disso, achando que eram as amigas, mas ele acabou dizendo que eram as primas dele! Ele disse que falava tudo com as primas e que elas acabaram ficando pistolas com os meus tu√≠tes e foram me difamar. E sobre a B: meu ex disse que ela ficou bem ofendida com o tu√≠te e que eu fiz ela chorar. Fiquei bem triste e arrependida a respeito disso, tanto que comecei a pensar a respeito de suic√≠dio, eu realmente fiquei muito arrependida, eu sabia que estava errada. Mas eu s√≥ queria morrer naquela madrugada eu n√£o queria mais contato algum com ningu√©m, meu ex j√° tinha se ligado que eu tava pensando em suic√≠dio tanto que uma prima dele e uma amiga vieram me chamar no whatsapp, as mesmas vieram me confortar falar pra eu pensar direito etc, mas nesse dia eu tava inconsol√°vel e qualquer palavra n√£o servia de nada, eu s√≥ sabia chorar. Desliguei o celular e fui dormir, n√£o queria mais pensar nisso, eu tava muito triste. Tanto que no dia seguinte eu escrevi umas 2 cartinhas destinadas pro meu ex, mas eu as joguei fora. N√£o cometi nenhuma tentativa, mas comecei a praticar a automutila√ß√£o. N√£o contei a ningu√©m sobre isso. Mas eu parei de vez com esse h√°bito tem alguns dias. Parei de falar sobre ele no twitter mas continuei postando indiretinhas e textinhos pra ele nos status do zap, provavelmente ele n√£o gostava pois semanas depois fui olhar uma conversa minha com ele e vi que o mesmo tinha me bloqueado.
Eu sou a babaca?
Ps: Eu me arrependo de tudo o que eu j√° fiz a respeito do meu ex relacionamento, t√ī tentando superar tudo o que eu j√° passei pois n√£o quero viver nesse passado. Obrigado pra voc√™ que leu at√© aqui.
submitted by -Yung_ to TurmaFeira [link] [comments]


2020.06.09 10:10 gabrielaz1 SOU BABACA POR N√ÉO FICAR DE LUTO PELO T√ČRMINO?!

Oi lubixxxco (garota carioca falando), turma e todo mundo que está blablabla (eu esqueci ;D)! História, que lá vem senta!
Tudo começou em 2016, quando eu mudei para o turno da manhã na minha antiga escola. Eu tive que me adaptar e fazer amigos novos... dentre estes amigos surge o Carls. Uma menina que tinha feito amizade comigo tinha uma queda por ele, e num dia ela me perguntou se eu não poderia tentar descobrir se ele sentia o mesmo por ela. Eu como uma ótima amiga, fui lá puxar papo com os guri na roda de amiguinhos dele. Eu conversei com os meninos e troquei umas palavras com o Carls, mas nada que me fizesse saber oque ele sentia por essa tal amiga. O tempo passou e eu continuei conversando com os amigos do Carls, e consequentemente eu comecei a conversar com o o próprio. Em 2017, eu e o Carls acabamos ficando bem próximos, ao ponto de que viramos realmente melhores amigos... mas nessa altura do campeonato eu já tinha uma queda do tamanho de um precipício por ele.
Obs.: A menina saiu do colégio no fim de 2016 então eu não estava querendo talaricar ninguém.
O tempo foi passando e minha paixonite secreta de adolescente foi aumentando. Então no fim do ano de 2018, eu criei coragem pra dizer pra ele oque eu sentia. Quando eu finalmente disse, ele não falou que gostava, e nem falou que não gostava de mim. Bem... >>EU ENTENDI<< que ele não gostava de mim e só não queria me magoar.
Poucos dias depois, eu chamei um amigo (vou chamar de Jalrs) para a festinha da formatura. Acabou que n√≥s (eu e o Jarls) ficamos no dia formatura, e depois disso n√≥s nos aproximamos mais ainda. Uma semana e meia depois o Jarls me pediu em namoro, e eu estava gostando dele ent√£o aceitei. Jarls claramente tinha ci√ļmes do Carls, que continuava sendo meu melhor amigo, ent√£o parei de mandar mensagens para Carls por uns meses. Enfim, eu o Jarls namoramos por 7 meses, por√©m eu j√° n√£o sabia se gostava do Jarls com a mesma intensidade que ele gostava de mim, e me questionava de vez em quando se ainda n√£o gostava do Carls... Muitas coisas no meu relacionamento com Jarls me deixaram mal, j√° que eu me sentia pressionada por ele em diversas situa√ß√Ķes que nem vale a pena citar, e eu passei por uma √©poca bem dif√≠cil. A maioria dos meus amigos diziam que Jarls realmente gostava muito de mim, e tudo isso s√≥ gerou uma press√£o enorme encima de mim para manter o Jarls feliz, independentemente de tudo, o que acabou me deixando sobrecarregada. Enfim, tivemos um termino "tranquilo".
Na semana seguinte, eu, o Carls e um outro amigo nosso, fomos no shopping. Em 30 minutos de passeio, tudo que eu tinha sentido pelo Carls voltou como se nunca tivesse sumido, e eu tava com aquela paixonite dnv. Um m√™s de flerte com o Carls passou e o meliante teve a pachorra de me pedir em namoro e dizer QUE NA VERDADE ELE GOSTAVA DE MIM SIM NA √ČPOCA QUE EU ME DECLAREI PRA ELE, mas ele n√£o tinha certeza do que queria. Enfim um m√™s depois de eu terminar com o Jarls, eu e o Carls come√ßamos a namorar. Hoje, eu e o Carls, al√©m de 4 anos de amizade, temos 8 meses de namoro. 
Mesmo com os poucos intervalos de tempo entre uma coisa e outra eu sei que oque eu senti pelo Jarls foi de verdade naquele momento, mas minha família e alguns dos meus amigos (embora ADOREM que eu e o Carls estejamos juntos, e digam que eu e o Jarls não éramos um casal saudável) dizem que eu fui babaca com o Jarls, pq segundo eles, mesmo que eu tenha gostado realmente dele, eu só usei ele para esquecer o Carls, justificando que ninguém esquece um amor do dia pra noite. Falam que eu "descartei" ele quando percebi que o Carls poderia estar gostando de mim e isso me deixa realmente incomodada.
Na sua concepção lubixxxco, eu fui a babaca?
View Poll
submitted by gabrielaz1 to TurmaFeira [link] [comments]


2020.06.06 16:08 GazellaLachifre O beijo perfeito

Olá, sou uma menina pan, que ainda tem muito para viver. Podem me chamar de Gazella, e alerto, essa história é graaande e fofa, depois tem continuação com tragédias. Porém, gostaria de compartilhar esse momento da minha vida.
Bem, em 2019, eu tinha acabado de superar do meu primeiro relacionamento de verdade, esse tamb√©m, uma bosta daquelas. Mas felizmente, estava saindo de uma escola que eu eternamente vou odiar, ou talvez n√£o. O motivo de eu odia-la, √© outra hist√≥ria para contar. Quando eu sa√≠ dessa escola, eu estava louca para namorar uma menina, desesperada por um romance, eu tinha 14 anos e talvez, ainda nem tenha idade para viver um romance de verdade. Eu tinha um grande crush numa menina da minha antiga escola, que continuava a ser minha amiga e ir me visitar no col√©gio em que estava no momento. Eu deixava muito claro que era afim dela, mas, ela n√£o estava preparada para sair do arm√°rio e tamb√©m eu n√£o posso e nem devo puxar ela para fora dele. No final, ela acabou me decepcionando com as indecis√Ķes dela sobre mim e eu acabei seguindo a vida sem a guria. E onde eu quero chegar com isso? Ent√£o, isso foi o que me deixou louca para conseguir algum crush em algu√©m, pois eu n√£o tinha feito amizades na escola, portanto, sem motivos para querer ir e me empenhar nos estudos. Mas sabe o que poderia me deixar animada para ir na escola todos os dias? Um crush, daqueles que voc√™ sabe que provavelmente nunca vai ter, mas era suficiente para mim. Da√≠ apareceu minha amiga, Lex, que na √©poca, do nada me deu um Doki Doki e por algum motivo, veio do olhar que ela me direcionou (quase nem direcionou), tinha sido muito UOu. E eu entrei numa miss√£o em saber se eu tinha chances com aquelas menina, no final, n√£o perguntei nada pq tinha muita vergonha na cara para chegar do nada e falar "co√©, gostaria de dar uns pegas?" E a√≠, que uma colega de sala, antigamente ficante de festa, me disse que ela tinha uma prima sapat√£o, ou seja, pelo menos assumida para si mesma. Me bateu um fogo no cu, que rapidamente eu pedi para informa√ß√Ķes sobre ela e se eu tinha chances. E voc√™s j√° sabem como termina, n√©? Contatinho trocados. Conversa vem e conversa vai, eu e essa prima da coleguinha, combinamos de sair o que era para ser um encontro nosso. Curiosidade, seria a primeira vez que sairia sozinha com algu√©m sem meus pais conhecessem esse algu√©m. Por mais que tivessem duas velas no encontro, o irm√£o dela, que a levou e o amigo dela que teve que ir ou a m√£e dela n√£o deixava ir "sozinha", ele n√£o pode ser mais perfeito para o primeiro de todos. Sim, foi meu primeiro pq o antes dela nem fez um esfor√ßinho. No final, n√£o teve beijos, ou coisa assim, foi fofo e eu me diverti muito com ela. Sonsa do jeito que era, eu pensei que a Lulu era a destinada. Sinceramente, √© um pensamento fofo que eu tenho da minha parte mas bem problem√°tico. Passou-se um tempo e do nada est√°vamos namorando, ali√°s, nem data teve para o come√ßo do namoro porqu√™ n√£o teve pedido??? A gente somente come√ßou a chamar-se de namoradas. Mas, a gente ainda n√£o tinha dado um selinho, e bem, adolescente, fogo no cu, destinadas, j√° sabe n√©. Um fato relevante, meus pais ainda n√£o sabiam sobre minha sexualidade. Com o pensamento de pega√ß√£o em mente, eu chamei ela para vir aqui em casa, quando n√£o tivesse ningu√©m, o que ano passado era bem comum j√° que meus pais trabalhavam e meus av√≥s cuidavam de meus irm√£os mais novos. E deu certo, mesmo nervosa, ela veio. No come√ßo foi conversar para l√° e c√°, at√© eu ter uma atitude e dar o primeiro passo. Eu nunca na minha vida, at√© aquele dia, eu sabia que conseguia dar o primeiro passo, que no caso, se eu n√£o o fizesse, ficaria sem a porra de um beijo, e eu queria muito saber se o beijo era t√£o bom quanto nossa comunica√ß√£o. E rolou gente, E COMO ROLOU, foi a primeira vez em que me senti em uma fanfic, eu juro pela minha vida que eu senti minha barriga cheia de borboletas e eu estava muito nervosa. Foi t√£o fanfiqueiro o beijo que tinha at√© suspiros no meio, sabe, quando voc√™ admite que est√° gostando ao se derreter num suspiro? Eu nunca fiquei t√£o feliz por causa de um beijo. No entanto, quando a gente se separou, o nervosismo bateu, eu levantei e sa√≠ andando para cozinha. E eu voltei, ela tava sentada no sof√° como estava antes, da√≠ eu sa√≠ e voltei, at√© parar no lugar e olhar para ela. Lulu tava com um olhar tranquilo e super na boa, enquanto eu estava tremendo, e mais tarde ela ainda teve a cara de pau em falar que estava super nervosa igual a mim. Ok, n√©, eu acho que ela percebeu e me chamou para voltar pro sof√°, pedindo por mais um beijo, e mano, se eu n√£o estivesse vermelha, naquele momento estava ardendo que nem pimenta. Rolou mais um beijo, um pouco mais quente que o anterior, mas foi a√≠ que eu fiquei mais nervosa ainda pq eu nunca tinha me sentido assim a algu√©m, ent√£o, quando nos separamos de novo, eu fiquei v√°rios e v√°rios minutos abra√ßada a Lulu, acalmando os √Ęnimos, tentando apagar o fogo que s√≥ aumentava. No final, ela teve que ir embora, pois estava ficando tarde e ela tinha que voltar para casa logo, eu fiquei por muito tempo pensando no beijo e acabou sendo o √ļnico de nosso relacionamento. O pr√≥ximo post, conto sobre o porqu√™ que foi o √ļnico.
submitted by GazellaLachifre to TurmaFeira [link] [comments]


2020.06.06 03:11 Felpz64 Eu fui babaca? (Coloquei julgamento mas cabe em histórias gerais)

Bom dia Turmos e Turmas, lubixco e todo o resto. Bom, hoje, contarei uma hist√≥ria que talvez n√£o seja t√£o comum por aqui, mas ok. Estava eu com 14 aninhos E, obviamente, como todo adolescente de 14 anos, eu queria muito beijar na boca pela primeira vez. CONTUDO, eu sou uma pessoa muito ""seletiva"" eu s√≥ beijaria algu√©m que eu pudesse ter algo a mais, e essa condi√ß√£o torna ainda mais dif√≠cil as coisas, mas enfim, no in√≠cio de 2019 eu conheci uma garota que chamarla-ei carinhosamente de Carls. Eu estava viajando para o interior de Goi√°s e durante uma call com uma amiga minha ela disse que tinha uma amiga dela que gostava muito de mim, me achava bonito, divertido e essas coisas clich√™s. No come√ßo eu n√£o botei f√©, fiquei meio duvidoso e acabei n√£o dando bola, apesar de achar a garota MUITO BONITA, mas, depois de um tempo essa garota, a Carls, me chamou no Instagram e come√ßamos a conversar E eu descobri que essa menina era a amiga da minha amiga. Enfim, dps disso, viramos muito amigos e infelizmente eu estava estupidamente apaixonado por ela, mas oq essa paix√£o influ√™ncia na hist√≥ria? Calma que ainda tem coisa. Dps de um ano conversando, detalhe n√≥s estudavamos na mesma escola, e dps de muito tempo querendo namorar a garota, eu finalmente cai na real. Eu realmente devo tudo isso aos meus amigos que sempre estiveram do meu lado, diferentemente dessa garota, que nunca realmente conversou comigo sobre meus problemas, coisa que era o contr√°rio com ela, eu sempre estive l√° por ela E ME ARREPENDO. Enfim, meus amigoas principalmente uma que se chama Sofia (√Č com PH mas eu gosto de irritar ela), me fizeram perceber que aquela garota estava me esnobando, por assim dizer, eu tinha rec√©m descoberto que ela falava para todas as meninas da sala dela que ela me usava de "Pneu Reserva" tudo isso pra ela se sentir superior talvez? N√£o sei realmente. Ap√≥s muito tempo eu tamb√©m descobri que ela namorava quando veio puxar assunto comigo (COISA QUE vendo as conversas hoje, que n√£o vou mostrar por quest√Ķes de privacidade, e pq era vergonhoso o jeito que eu falava), √© √≥bvio que ela queria ter algo comigo, mas era s√≥ beijinho infelizmente, Agora vamos dar um salto no tempo para chegar no devido momento onde quero saber Eu fui babaca? Dps disso tudo eu precisava encerrar a amizade pq n√£o estava me fazendo bem, por√©m, eu n√£o queria magoala fazendo ela pensar que ela era uma p√©ssima amiga, pq por mais td isso aconteceu, ela foi a primeira menina que me tratou como amigo( mesmo n√£o estando ao meu lado nos momento dif√≠ceis), e confesso msm dps de meses ainda sou um pouco apaixonado PQ EU SOU BURRO DESCULPA. Ent√£o eu tive uma ideia," eu tenho que fazer ela me odiar " parecia um bom plano na minha cabe√ßa, mas √©, num era. Eu briguei com ela por um motivo super besta e tentei ser o mais chato poss√≠vel justamente pra ela n√£o querer mais falar cmg, e no in√≠cio eu estava sentido que tava dando certo... Mas dps de um tempo eu comecei a me sentir mal de estar mentindo e decidi estourar para encerrar a discuss√£o. Conclus√£o n√£o estamos nos falando mais E no final eu n√£o beijei ela mesmo tendo 3 oportunidades, nem namorei ela( inclusive uma vez ela me iludiu com isso, hist√≥ria pra outra vez)
ESCLARECIMENTOS: Ela foi uma boa amiga em alguns pontos, parecia sim que ela queria me esnobar MAS no fundo eu sentia que eu estava fazendo o errado e hoje eu me arrependo um pouco de ter encerrado ali a amizade... talvez eu queira de volta MAS S√ď TALVEZ. Al√©m disso eu ainda tenho problemas de auto estima por causa disso
ENFIM, fui babaca por fazer aquele plano milaborante pra ela me odiar?
submitted by Felpz64 to TurmaFeira [link] [comments]


2020.06.06 03:05 rayorangecounty desabafo-

olha eu n sei pq n to bem. só sei q tem horas que minha maior vontade é dormir por muito tempo. me desligar por algumas horas da minha vida.
ah, mas "isso é normal da adolescencia"," todo adolescente se sente assim","tem pessoas com problemas piores q os seus","isso vai passar..."
sinceramente eu acho q n. sempre que eu me deito só penso que quanto mais eu esforço, mais as pessoas esperam mais de mim. eu não tenho um momento de paz.
é só, acordar, fazer a aula online, arrumar a casa (sim é minha obrigação ajudar, mas n fazer praticamente tudo sozinha, q é oq acontece mts vzs), fazer lição a tarde toda, arrumar um tempinho p falar com meu namorado e dormir.
os momentos q eu consigo achar p falar com o * são os melhores sabe? ele me faz rir tanto, realmente se preocupa comigo e eu o amo tanto... só n tenho ctz se ele me ama com a mesma intensidade... antes da gnt namorar, ele falou q gostava de mim, mas gostava MAIS de uma outra menina. ent eu fiquei sabendo q ela n qria nd com ele... e foi na mesma semana q a gnt voltou a cnvs antes de namorar... a gnt combina tanto, mas eu me sinto uma segunda opção... isso vai e vem na minha cabeça diversas vezes ao dia mas eu nunca conversei com ngm sobre isso.
tenho q estudar, entender cada mat√©ria tentar ser a melhor da sala se n eu me sinto um lixo. todos l√° s√£o t√£o espertos e n tem dificuldades. mas eu estudo sempre q posso, fa√ßo as li√ß√Ķes no dia q pedem, presto aten√ß√£o, participo... mas sempre tem algu√©m melhor, e isso fode tanto a minha autoestima.
minha família ama pegar no meu pé e encher meu saco. afinal, eu sou a mais velha, sou a primogenita, sou o exemplo p meu irmão e primos... é tão pesado.
ainda tenho q me preocupar em parecer o mais normal possivel em ser adolescente. (tentar) manter o corpo, postar foto eventualmente, fazer maquiagem bonita, tem um gosto musical legal, sem engraçada, n causar brigas mas sempre sair por cima e com razão em uma.
eu juro q eu n qria estar aqui. tanta gnt lutando pela vida e eu querendo acabar com a minha, isso é muito injusto.
(peço perdão pelos erros ortograficos)
submitted by rayorangecounty to desabafos [link] [comments]


2020.06.05 06:21 joaopro777 MANDA AQUELA MENSAGEM DIRETA SEM ENROLAR! A VERDADE D√ďI

Já postei algo aqui e acabei voltando... as coisas surgem e desaparecem e nem percebemos o que estamos nos tornando. Se você não tirar três minutos para ler esse texto vaza agora porque vai ficar estranho...
Tudo começou quando tinha dezessete pra dezoito, já namorava aquela mina desde o tempo de escola e acabei descobrindo uma traição meio nada haver mas sempre confiei na minha intuição, perdoei, voltamos, terminamos, voltamos, enfim, aquele lopping infinito que adolescentes passam e só entendem quando são adultos, calma você que ler entenderá tudo...
Na época eu tinha dezoito anos, descobrindo que pra eu ser alguém eu tinha que levantar e caminhar com minhas próprias pernas, sempre será ralado pra todos aqueles que não tem empurrão da família, comecei a trabalhar na empresa onde o pai da minha namorada (a mesma da traição) supervisionava. Afinidade com os pais a mil, já que faziam anos de namoro, eu era o genro perfeito, futuro papai e traria felicidade pra todos.. tentei dar o meu melhor na época eu lembro que nunca reclamava nem quando ia de bicicleta pra escola aos quinze anos, nem quando a corrente caia, nem quando tive que juntar pra comprar meu primeiro carro aos vinte e dois anos, enfim. Depois de descobrir essa traição e por ela ser meu primeiro amor algo se transformou em mim, de amor à ficção de relacionamentos, comecei a entender o real sentido do amor e antes que termine o texto já aviso, ele não existe, sinto muito mas é real.
Lembro de ter batalhado pelo primeiro concurso que passei, da primeira facul que fiz e entrei, lembro de ter ela ali ao meu lado sempre me perdoando j√° que eu n√£o era a mesma pessoa depois que descobri a trai√ß√£o, comecei a fazer tudo ao contr√°rio e cheguei at√© namorar outra menina na √©poca que era a melhor amiga dela... tudo come√ßa a ficar interessante quando eu decido reatar mesmo nunca tendo perdoado aquele ocorrido, mesmo sabendo do perigo que haveria se acontecesse de novo, sempre fiquei com a pulga atr√°s da orelha, mulheres s√£o muito previs√≠veis e a intui√ß√£o de algu√©m atentado capta tudo com uma mente brilhante... seguindo esse percurso j√° me vi pai de uma menina com ‚Äúthe love of my live‚ÄĚ mas uma filha n√£o era suficiente para eu sentir o perd√£o na alma, eu amava cada dia que passava e via minha filha crescer porque at√© hoje todo amor pra ela, mas na √©poca lembro que aquilo n√£o me deixava focado no relacionamento e o que qualquer idiota est√ļpido faz quando se est√° magoado?! Mais merda, comecei a sair e n√£o voltar pra dormir em casa, fiquei com tantas quanto consegui, vivi o submundo das drogas e me adentrei fundo em uma realidade que divergia profundamente em quem eu era na adolesc√™ncia..
N√£o obstante a ser diferente acreditava que nunca mais seria feliz novamente, n√£o por causa da trai√ß√£o eu nem lembrava mas t√£o forte desse fato, o que do√≠a era saber que estava com algu√©m que foi capaz de fazer aquilo quando dei todo o amor que tinha em meu peito, veio o segundo filho e nesse meio tempo s√≥ pensava em trabalhar para manter tudo em ordem, larguei a faculdade, pedi exonera√ß√£o de um concurso p√ļblico, vendi um transporte e abri minha primeira empresa, afinal eu era o homem da casa e voc√™ n√£o pensa em desistir quando se tem filhos e obriga√ß√Ķes, lembro que nesse tempo estava t√£o focado que todos os problemas ficaram pequenos, consegui trocar de carro duas vezes no mesmo ano, era dois mil e dezoito e realizei o desejo que sempre tive de viajar de avi√£o, gastei o dinheiro que ganhava na empresa, me capacitando cada vez mais, investindo em conhecimento e ent√£o veio o primeiro boom quando tudo estava ‚Äúencaminhado‚ÄĚ, percebi que tudo era uma ilus√£o, minha mulher j√° n√£o estava mais ali comigo, eu estava sozinho mantendo uma empresa que j√° quase completando seu primeiro ano n√£o iria bem, fiquei t√£o atarefado na √©poca que trabalhava dezesseis horas por dia e quando chegava em casa era o pior marido do mundo, n√£o por escolha mas chegar cansado do trabalho que voc√™ j√° n√£o aguentava mais e ouvir reclama√ß√Ķes da sua esposa enquanto tenta dar o seu melhor o tempo todo d√≥i na alma.
O sil√™ncio era minha resposta, voltei ao submundo das drogas, dessa vez com coisas mais pesadas, (edit: entenda como quiser mas nunca ultrapassei o limite tanto em minha vida) vivi o per√≠odo do ano com o pensamento na cabe√ßa que estava vivendo em uma matrix e n√£o importava as escolhas que fizesse sempre seria uma ilus√£o pensar que as coisas se e encaixariam j√° que quando dei todo o meu amor, fui tra√≠do, mesmo sendo adolescente isso marcou e essa dor ecoou at√© o ponto de terminamos, o que tudo indica permanentemente, na mesma √©poca, fui diagnosticado com Bipolaridade por um Pseudo psiquiatra com somente dez minutos de conversa, minha fam√≠lia inteira me olhou com aquele olhar de pena, pra completar, acabei sendo julgado por ter pedido exonera√ß√£o do Concurso p√ļblico, ter desistido da faculdade e ter quebrado a empresa, sinto que eu trouxe essa realidade pra mim de uma forma que n√£o sei explicar, como se n√£o tivesse escolha (think the outside box) as coisas iam acontecendo muito r√°pido..
Hoje, dois filhos, ela, j√° est√° com outro, eu, pago pens√£o e tive que me desfazer de tudo, de cada centavo e me restou d√≠vidas financeiras, restou os olhares de julgamento da minha fam√≠lia por n√£o entender nada e apontarem o dedo pra mim como Bipolar e depressivo. Carrego culpa e convic√ß√Ķes que me tornaram a ser quem eu sou hoje.
Consigo enxergar com clareza que existe uma linha t√™nue entre a realidade e a fic√ß√£o de ser feliz e triste, de ter sucesso na vida ou ser fracassado. Mas aos vinte e cinco anos (fa√ßo vinte e seis dia treze desse m√™s) minha maior convic√ß√£o √© a minha dor, ela √© meu navio e minha b√ļssola √© meu desejo de ser ‚Äúo cara‚ÄĚ novamente no futuro, com novas metas e novas conquistas pra alcan√ßar... hoje estou com o ‚Äúfreio de m√£o puxado‚ÄĚ mas quando fecho os olhos consigo sentir at√© o cheiro do meu pr√≥ximo carro, da minha casa na praia, mas quando abro os olhos a realidade d√≥i porque surge um pensamento e um questionamento: ser√° que sempre tive tudo e meu dom era reclamar do que j√° tinha ou ser√° que tudo o que deixei pra traz foi necess√°rio para encontrar algu√©m que no momento certo e na minha melhor fase far√° toda a diferen√ßa?
Penso, logo existo. (Amo filosofia)
O que vocês acharam? Fariam do mesmo jeito? Alguém já passou por algo parecido? Escrevam o que quiserem mas não aceito ouvir nada além da verdade das suas almas. Perdoem os erros e a falta de clareza, afinal estou deitado na minha cama e pensando várias coisas ao mesmo tempo enquanto escrevo.
submitted by joaopro777 to desabafos [link] [comments]


2020.05.25 22:55 GreenDayTodayEver Talvez um pedaço da minha história ajude alguém

Galera, há um tempo eu queria escrever uma série de conselhos que desenvolvi durante a vida, em episódios que vivi. Hoje com quase 40, bem casado, posso talvez dar algumas dicas. Me machuquei muito na vida, mas a vida começou mudar quando entendi certas coisas e principalmente quando comecei a me importar mais com as pessoas sem querer nada em troca.
1 - Ache a sua turma e entenda: vc pertence a ela
Quando eu era criança, sofria bullying na escola, todos meus amigos me chamavam de gordinho, eu não ligava e mostrava o dedo do meio para eles. Era ruim de futebol, mas mesmo assim me enturmava com outra galerinha que gostava de mim, que tinha gostos parecidos e foda-se o resto. Sim. Isso machucava porque as pessoas que eu pensava que eram bacanas, não eram.
2 - As expectativas podem te machucar muito
Sempre fui feio. Para falar a verdade, horrível. Até hoje me olho no espelho e falo: cara como tu é feio pra kct e pergunto para a minha mulher: como vc foi gostar de mim assim? Ela ri e me acha o cara mais lindo do mundo, e isso que me importa. E ela é a mais linda para mim e acabou.
Mas curiosamente eu levei diversos foras quando adolescente. Lembro até hoje quando me apaixonei por uma garota e ela me disse exatamente assim: Cara vc é feio pra caramba, vc só sabe tocar guitarra (eu tinha uns 17) vc acha que será alguém na vida? Eu fiquei sem dizer nada, enfiei a viola no saco, como diz o ditado popular e fui embora para casa chorando que nem um bobo com uma roupa nova da bad boy que tinha acabado de comprar com minha mesada e meses que guardei grana para um Rebook Pump só para ficar bonitão e me declarar para ela. (Edit com esse detalhe)
3 - Cuidado com as pessoas que te humilham por vc ser pobre (ser pobre não é para sempre)
Na cidade pequena onde nasci, eu frequentava uma igreja medíocre que existe até hoje, que tinha pessoas "ricas" da cidade. Até hoje, continua a mesma bosta. Não sabem o que é amor ao próximo e continuam "seletivos". Pessoas daquela "casta" sempre humilharam os mais pobres e classe média. Isso incluiu minha família e eu. Não era pobre necessitado na época, mas minha família era de classe média. Meus colegas viviam dizendo que iam para a Disney etc e contavam e contavam como era lá e me traziam um lápis com uma borracha só, mas eu ficava com vontade... Eu não podia ir, meus pais não tinham como pagar, era tempo de vacas magras e, como se não bastasse, tinham falido.
Todos sem exceção tiravam sarro e me humilhavam de graça. Tinha 1 ou 2 amigos de verdade naquela época dentro daquela MERDA DE IGREJA. Hoje eu sei a REAL definição de igreja. Depois no final vcs entenderão.
4 - Não seja o bobo que compartilha conhecimento de graça
Descobri uma grande vantagem no ensino m√©dio: por conta dos meus problemas eu era vagabundo para estudar mas inteligente. Ent√£o, percebia que as menininhas bonitinhas e os carinhas populares queriam material de aula para "copiar" minhas notas de aula, exerc√≠cios, tiravam d√ļvidas. Eu n√£o perdoava, mandava a merda e n√£o compartilhava, porque como adolescente, eu via meu pai falar de sucesso, de coisas que vc deve ou n√£o compartilhar e que as pessoas vem sorrindo para geralmente pedir. Me tornei um cara amargo mas ainda inexperiente na vida e as vezes at√© imbecil no trato com as pessoas. S√≥ n√£o queria me machucar mais.
5 - Seja o melhor. Sempre há tempo. Mas não humilhe ninguém.
Quando entrei na faculdade decidi que a vagabundagem iria me deixar. Conquistei 5 amigos que eram fodas. A gente era a elite da turma no sentido do conhecimento. N√£o perdo√°vamos as outras panelas. N√≥s √©ramos os Ramones da computa√ß√£o hahahaha. A gente era foda. S√≥ tir√°vamos notas fodas. Eu tinha amigos DE VERDADE, perdi dois por c√Ęncer j√°. Uma pena, mas, a gente mostrava que estava ali para estudar. Eu era feio, mas as meninas me amavam porque eu era foda. Eu era inteligente, s√≥ tirava 8, 9 e 10. N√£o me formei com nenhum 5, n√£o tive uma DP e fiquei em exame s√≥ uma vez numa baita universidade. Mas minha tristeza com as decep√ß√Ķes do passado da adolesc√™ncia me fizeram ficar esperto com as mulheres.
Tratava todos bem. Ajudava a galera e quanto mais ajudava, eu não sei exatamente o que acontecia mas as coisas davam certo para mim. Ajudava todos.TODOS sem exceção e me tornei menos amargo e mais altruísta. Meu apelido entre os maldosos era o bom samaritano, porque os caras falavam: lá vem o crente que não vai em baladas e é mala. Mas não ficava falando de evangelho nada disso. mas minha vida era levada a sério. Só. Eles percebiam que eu estava ali para tentar mudar de vida e não para perder tempo.
6 - Não tenha vergonha de quem vc é
Eu tinha arrumado um est√°gio no segundo ano da faculdade j√°. Mas eu teria que ir de carro ... falei para meu pai: e agora pai? fodeu? Eu era quebrado... ele comprou um corcel 2 para mim, velho. Todo ferrado. Demos uma reformada no bicho mais ou menos porque meu pai n√£o tinha dinheiro para comprar um carro melhor. Eu chegava para estudar no inverno de corcelz√£o vermelho hahahahaha com insulfilme g5 (√ļnica coisa que eu tive grana para colocar para n√£o pegar sol na cara) e um r√°dio pionerr que um amigo da faculdade me deu... e parava ao lado do carro do meu melhor amigo que tinha uma caminhonete da Dodge vermelha que dava para comprar uns 20 carros iguais o meu. E esse cara, grande amigo meu, foi um anjo que Deus colocou na minha vida. Ele falava assim: cara, vc √© demais cara, vc √© o irm√£o que n√£o tive, cara vc √© foda, vem de corcel todo dia, pega pista, porra cara vc √© corajoso (tudo era necessidade) e ele era bom de cora√ß√£o demais para mim.
A gente fazia nossos churras, eu me lembro uma vez que cheguei em um dia de inverno tom o vidro aberto, ouvindo Ramones dentro do corcel ahahahahah e a galera ficava hahahahaha tipo: porra quem é esse cara idiota, nossa que besta, de corcel aqui na faculdade? Credo... essa faculdade tá perdendo o nível.
7 - As oportunidades certas na hora certa
No segundo ano da faculdade, conheci minha esposa! claro tínhamos só 20 anos hahahaha. Minhas notas melhoraram ela me jogou para cima. Foi a melhor coisa que me aconteceu. Conheci ela e começamos a namorar. A minha vida ficou boa e eu estava assim meio ansioso, mas, deixei a vida rolar. Resumo? hoje estamos há 18 anos juntos :-) hahahahahah lembro até hoje quando ela pegou na minha mão dentro do corcel e falou: vc é tão gatinho e inteligente hahahahah (gente eu sou mais feio que o corcel hahahaha), mas, foi assim demais e lembro de cada detalhe.
Conselho: n√£o tenha medo, as coisas acontecem na hora certa. Acredite.
8 - Sendo correto, tudo d√° certo
Eu e meus amigos não colamos durante a graduação inteira. Nunca.
Foi tudo uma beleza, todos n√≥s nos formamos! Todos n√≥s demos certo na vida. Todos n√≥s quer√≠amos o bem das pessoas, todos n√≥s estamos casados com as namoradas que conhecemos na √©poca de faculdade e todos n√≥s tivemos ou temos empresa, todos n√≥s J√Ā PASSAMOS POR MUITO SUFOCO (nem tudo foi f√°cil). Um dos meus amigos foi assaltado, tomou um tiro e est√° vivo. √Č... galera... v√°rios sufocos.
Com exce√ß√£o de 2 que tiveram c√Ęncer que infelizmente fazem falta pra caramba para n√≥s. O resto est√° bem, a gente se apoia a gente se importa e a gente sempre faz o bem a quem puder.
9 - Não ligue o foda-se em situação nenhuma - importe-se
Eu mudei bastante minha personalidade por conta dos traumas de inf√Ęncia e passei a querer o bem de todo mundo sem nada em troca e sem medo de me machucar. Porque entendi: pessoas que vem para nos causar mal, est√£o causando mal a si mesmas. Eu vi muito cara da cidade onde nasci passar necessidades e era o popular da escola, o bonz√£o. Uma pena. A vida muda, a vida escolhe quem presentear.
Passamos perrengues juntos. Perdemos pessoas queridas, mas √©ramos fodas juntos. Um ajudava o outro, est√°vamos ali. Ningu√©m abandonava ningu√©m. At√© hoje, somos confidentes. Uns est√£o melhor que outros financeiramente (mas n√≥s mesmos sabemos que isso n√£o importa porque ningu√©m mudou), mas somos todos iguais e nos ajudamos sempre. J√° teve um amigo nosso que perdeu emprego agora na quarentena e estamos sustentando ele e a fam√≠lia. √Č isso que somos. Unidos, uma fam√≠lia de verdade.
10 - Seja você e tenha seus amigos como Porto Seguro
Seja voc√™. Se vc quer usar jaqueta do Ramones ao inv√©s de dobrar a manga da camiseta porque est√° na moda para os homens, use a jaqueta. Esque√ßa a moda se n√£o se importa. Seja voc√™. As pessoas gostar√£o de vc pela sua autenticidade, pela seu jeito de viver. Por vc ser voc√™! Aproxime-se de quem gosta de vc. Essas pessoas ser√£o um porto seguro. Porque vc ser√° autentico confi√°vel e principalmente AMIGO. n√£o quele coleguinha sem conversas profundas, sem conselhos e sem se importar. Nossa eu tenho tantos coleguinhas galera... √© um porre... o cara d√° bom dia reclama da vida, quando acontece uma coisa boa na vida dele ele n√£o te conta. hahahahaha. Coleguinhas que querem s√≥ encher seu saco e acham que vc √© uma cesta de lixo. Coisa boa n√£o conta, mas desgra√ßa √© todo dia. √Č um porre.
Ame quem te ama! Procure amar as pessoas também e desenvolver laços de amizades verdadeiros. Isso demora anos, mas vale a pena.
Continuo sendo crist√£o, mas n√£o naquela igreja seletiva e podre. Numa igreja que realmente faz a diferen√ßa. Todos eles Continuam com suas religi√Ķes, mas isso n√£o importa porque nos respeitamos e somos muito amigos. Porque a amizade √© verdadeira e nos importamos e convivemos bem com nossas diferen√ßas.
Finalmente...
Enfim galera, espero que essa experiência tenha motivado vc a ser uma pessoa humana, que tenha um grupo de amigos e que se importe. Que vc não se sinta menor por conta das suas dificuldades, ou se "está pobre" vc não é pobre, vc está pobre, mas isso não é para sempre. Tenha o grupo CERTO de amigos e pessoas que gostam de vc e vc não precisará buscar "aceitação" de ninguém. Existe muita gente boa no mundo galera! Minha vida até os 18 foi uma bosta. Mas, da faculdade em diante graças a Deus muita coisa mudou! Mas eu mudei também, larguei a tristeza e parti em direção ao: fazer, ser, se importar, fazer o bem e não ligar para quem nos faz mal e pronto!
Espero ter ajudado.
submitted by GreenDayTodayEver to desabafos [link] [comments]


2020.05.02 00:14 NoiteAmorosa PROCURO NAMORADINHA

EU QUERO UMA NAMORADINHA: redpillada channer, dogoleira, wgtow, ancap, jogadora de lol, jogadora de poker, bv, virgem, sem amigos, crente, f√£ da UDR,magrela, footlet,escuta Chico Buarque, weeabo, hikkimori, otaku, gamer, furry, fujoshi, hetero,federal,trader de bitcoin,hacker, defacer, cubista, penspinner, recordista de memoriza√ß√£o de baralhos, timida, m√£e de pet, hidratada, n√£o consumidora de a√ßucar, saud√°vel, youtuber, netolover, pooper, cambista, shitposter, anarquista, materialista, roquista, travesquista, mono talon vlogger, blogueira, e-girl, intolerante a lactose, intolerante a gluten, grinder e hipn√≥loga, fiel, niilista existencialista, metaleira, headbanguer, pelo no suvaco, patriota, masoquista, ballbuster, jogadora de minecraft, buceta fedida, que n√£o tenha medo de chuta minhas bolas pelo amor de deus eu nao consigo encontrar uma menina pra chutar minhas bolas por favor deus eu imploro nao agusnto mais isso nao eh um meme porque voces tem medo de me chutar no saco. Ra√ßa: n√≥rdica Altura: 170cm+ Pele: 1 ou 2 (Fitzpatrick) Olhos: 7+ (Martin) Cabelos: qualquer cor, mas apenas lisos ou ondulados (FIA) Nariz: reto ou virado para cima Cr√Ęnio: dolico ou mesocef√°lico √ďculos: n√£o Aparelhos: n√£o Queixo furado: n√£o Covinhas: n√£o Orelha presa: n√£o Orelha de abano: n√£o Franja em V: n√£o Pelos no corpo: muito pouco Tatuagem: n√£o Gradua√ß√£o: apenas cursos voltados √† pesquisa Faculdade: apenas bem conceituadas Habilidades matem√°ticas: sim Idiomas: flu√™ncia em ingl√™s e mais outro idioma √Ālcool, cigarro, drogas: n√£o, nenhum Personalidade: introvers√£o Cultura: europeia ocidental RELIGI√ÉO: Crist√£ Ortodoxa Gostar de escutar rog√©rio skylab:
Para ser sincero, voc√™ precisa ter um QI muito alto para entender Rog√©rio Skylab Para ser sincero, voc√™ precisa ter um QI muito alto para entender Rog√©rio Skylab. O humor √© extremamente sutil e, sem uma compreens√£o s√≥lida de filosofia moderna, a maioria das piadas vai passar despercebida pelo telespectador m√©dio. H√° tamb√©m a vis√£o niilista de Rog√©rio, que est√° habilmente tecida em sua caracteriza√ß√£o - sua filosofia pessoal se baseia fortemente na literatura de Nododaya Volya, por exemplo. Os f√£s entendem essas coisas; eles t√™m a capacidade intelectual para realmente apreciar a profundidade dessas piadas, para perceber que elas n√£o s√£o apenas engra√ßadas - elas dizem algo profundo sobre a VIDA. Como conseq√ľ√™ncia, as pessoas que n√£o gostam de Rog√©rio Skylab s√£o verdadeiros idiotas - √© claro que eles n√£o apreciariam, por exemplo, o humor no bord√£o existencial de Rog√©rio "Chico Xavier √© viado e Roberto Carlos tem perna de pau", que √© uma refer√™ncia cript√≠ca para o √©pico Pais e Filhos do russo Turgenev. Estou sorrindo agora mesmo imaginando um desses coitados simplistas co√ßando a cabe√ßa em confus√£o enquanto as m√ļsicas se desenrolam na tela de seu computador. Que tolos‚Ķ como eu tenho pena deles. E sim, a prop√≥sito, eu tenho uma tatuagem do Rog√©rio Skylab. E n√£o, voc√™ n√£o pode v√™-la. √Č s√≥ para os olhos das damas. E mesmo elas, precisam demonstrar de antem√£o que possuem um QI com diferen√ßa absoluta de no m√°ximo 5 pontos do meu (de prefer√™ncia para baixo).
Rotina, Habitos e interesses: Nofap + Banho Gelado + comer carne crua + comer virado pra parede + biohack + dormir no ch√£o + Jordan Peterson + mewing + HBD + PUA + jelq + dormir 5 horas por dia + caf√© gelado sem a√ß√ļcar + hipismo + compila√ß√£o mitadas En√©as + alho cru + podcast do Joe Rogan + redpill + Brain Force + Jejum + medita√ß√£o iasd + m√ļsicas para concentra√ß√£o, foco e intelig√™ncia + teste de QI da internet + grupos de linhagem viking do facebook + ficar longe do poste de internet 4G + youtube do varg vikernes + ess√™ncia de morango da turma da m√īnica no narguil√© + jogar vape na cara de todo mundo que tentar entrar no bloco da faculdade + 5 segundos de calistenia no deserto do atacama + darkcel + √≥culos do a√©cio na foto de perfil + ler quotes do nietzsche no brainy quote + criar galinha no quarto sem os pais saberem + Alho cru + uma colher de azeite quando acorda e outra antes de dormir + jejum de 24hrs a cada 72hrs + assistir VT no premiere logo que chega do est√°dio + canal Ultras World + LibreFighting + Operation Werewolf + comprar os artigos do Paul Waggener + Centhurion METHOD + humilliation exposure com a finalidade de criar uma crosta na sua mente capaz de desenvolver uma resili√™ncia que resiste √† humilha√ß√£o como se ela fosse nada + tomar banho descal√ßo em chuveiro de academia com ch√£o mijado + muscula√ß√£o caseira + hackear o sono + Empreender + 10 livros de auto ajuda por m√™s + PUA + Selo super f√£ da f√ļria e tradi√ß√£o + Biokinesis + 432hz music + Mexer o pau sem piscar o c√ļ + medita√ß√£o transcendental + veganismo + minoxidil para cultivar uma barba + filmografia Jason Stataham + assistir vikings + redpill + ir no cinema sozinho + treino saitama + coach qu√Ęntico + enema de caf√© + dieta lair ribeiro + agua alcalina + O M√©todo de Wim Hof + sabedoria hiperb√≥rea + artigos da Nova Resist√™ncia + Biblioteca do D√≠dimo Matos + dormir virado pra patede assoviando no escuro pra espantar o curupira + dar 3 pulinhos toda vez que levantar da cama + dizer am√©m quando um 1113 azul passar por voc√™ na rua + 100 flex√Ķes por dia + 6 meses de jelq + injacula√ß√£o guiada + sociedade thule + energia vril + chap√©u de alum√≠nio para se proteger das armas psicotronicas emitidas pela CIA + caderno de anota√ß√Ķes smiliguido + pedir a b√™n√ß√£o ao carteiro toda segunda de manh√£ + 3 horas de academia + 4 horas de corrida + mascar caf√© + exerc√≠cios penianos do Dr. Rey + maratona saga Rocky + trilha sonora saga Rocky + trilogia Mercen√°rios + filmes do Jason Statham + assoviar o hino do Palmeiras de ponta-cabe√ßa + intro do Canal do Nicola em loop + palestras do Antonio Conte + v√≠deos do Rodrigo Baltar + dicas do Gustavo Gambit + aulas de italiano + dormir ouvindo Ultraje a Rigor + ler Walden pelado na mata atl√Ęntica de madrugada + ouvir m√ļsicas em velocidade aumentada + canto gregoriano √°rabe + ensinar hino do botafogo pra calopsita + fritar comida com banha de porco + assistir videos de situa√ßoes de risco com a finalidade de se preparar para o perigo + Terapia Holistica com formandos da UFPR no Jardim Bot√Ęnico + Radiestesia para harmonizar vibra√ß√£o da casa + Metatron 432HZ no YouTube entoando a ora√ß√£o EU SOU + ler O C√≥digo da Vinci + Jesus Qu√Ęntico + Barra Fixa na pra√ßa de madrugada escutando audiolivro do Jordan Peterson na voz do cara dos Fatos Desconhecidos + grupo POPEYE AFIANDO A PIKA + MyInstants AEEE KASINAO + Memes do Fausto Silva + ler O Evangelho dos Animais + stories do Copini no Instagram + Canal SocialGames7 com Gustavo Gambit e CIA + textos de Raphael Machado (Nova Resist√™ncia) + ser ex-membro do grupo Comunismo Ortodoxo + Monja Coen + Fazer origami com papel do bis + perder dinheiro com maquina de pegar ursinho + fumar palheiro com o av√ī + quebrar palito de dente no meio depois que usar + rezar Pai Nosso em aramaico + tentar se comunicar com o ashtar sheran + virar catequista e passar Pl√≠nio Salgado para as crian√ßas + Limpeza de 21 dias de S√£o Miguel Arcanjo + arrancar a fimose comendo cu apertado de galinha caipira + Regata branca WifeBeater com cal√ßa jeans clara e bota marrom + Ingressar na legiao estrangeira + Comprar toras de eucalipto pra reproduzir o centurion method mas nunca come√ßar o treinamento + vender m√°quina de cart√£o de cr√©dito + ler os escritos do Unabomber + Escutar a discografia do Paul Waggener + ler todos os livros do Pavel Tsatsouline + ouvir rap eslavo de cunho pol√≠tico suspeito + caf√© com um cubo de manteiga dentro precedendo a primeira refei√ß√£o do dia + beber 2L de leite por dia + Stronglifts 5x5 + Dieta Cetog√™nica + Canal Jason PROJETO GIGA + Cd do TRETA + comprar torre de chopp no prensad√£o + 2 c√°psulas de Tadalafellas antes do sexo + s√≥ comprar comida japonesa importada pra dieta + comer arroz sem sal com peixe cru sem tempero enrolado em folha do fundo do mar + memes da p√°gina Dollynho Puritano + Deus Vult na capa do Facebook + acessar o dogolachan pelo computador da escola pra postar fanfic gay do Gilberto Barros + Trollar atendentes do mcdonalds no habbo hotel + ligar para o Motel Ast√ļrias perguntar quando custa a bolacha Bauducco que aparece no site + Mandar entregar pizza na Rua dos Tamoios casa n¬į18 com port√£o vermelho + cosplay de russo no Omegle pedindo pra mostrarem a bunda + Dormir imaginando uma linha pra fazer viagem astral + recitar Homero pra mendigo + tomar antibi√≥tico no caf√© da manh√£ + Meditar imaginando o raio de luz violeta que representa a energia transmutadora + Workshop Reiki do Canal Luz da Serra MULHERES TERRAPLANISTAS RALEM.
Primeiro de tudo! Vai tomar no cu, MULHERES terraplanistas! Junto com todas que me contrariaram nos √ļltimos meses falando "dur hur voc√™ n√£o sabe nada de paleontologia, vai assistir seus desenhos filipinos e n√£o encha o saco". TODOS OS DINOSSAUROS TEM PENAS! LERAM DIREITO? TODOS OS DINOSSAUROS TEM PENAS! A farsa ficou t√£o √≥bvia, que eles n√£o tem mais como esconder que TODOS OS DINOSSAUROS TEM PENAS! Alguns mais penas, outros menos penas, MAS TODOS TEM. E aproveitando no mesmo v√≠deo, N√ÉO TEVE METEORO PORRA NENHUMA! Provavelmente as mudan√ßas clim√°ticas naturais, junto com a separa√ß√£o gradual dos continentes, √© que extinguiu a mega-flora e a mega-fauna. E se teve algum meteoro, apenas acelerou o processo em uma regi√£o muito especifica. Agora s√≥ falta as ((especialistas)) e a (((Academia))) admitir que dinossauros nunca existiram e que foi tudo um erro grotesco de interpreta√ß√£o de pessoas que n√£o sabiam que caralhos eram aqueles esqueletos. S√£o apenas aves e mam√≠feros ancestrais de milh√Ķes de anos atr√°s. E antes que eu me esque√ßa, vai todo mundo que me contrariou tomar no cu!
GOSTAR DE MIM POR QUEM EU SOU E NAO PELA MINHA APARENCIA
Sério, de verdade, ser uma pessoa bonita não é fácil em nossa sociedade atual; não é só os olhares de desejo das mulheres e dos homens que me incomoda, e sim, o fato de ser só isso para as pessoas. Sou muito mais que apenas um cara bonito. Tenho qualidades além dessas, e saber que as pessoas não ligam para elas, pois estão entorpecidas de anseio pela minha formosura, me entristece muito.
Não suporto mais ser bonito. Tudo que eu queria era poder nascer de novo num corpo de uma pessoa feia, pois sério, vocês não sabem como me dói saber que por culpa de algo que nasceu em mim (a incrível beleza), serei rotulado eternamente por isso.
Eu trabalho, estudo, procuro, conheço, aprendo! Sou um ser-humano como qualquer outro e não só mais um rostinho bonito.
Pergunta antes de eu poder te namorar: Você é ocultista?
Essa é a pergunta de um milhão de dólares que raramente vejo sendo feita.
Se você ainda não for, pra se tornar minha namorada precisará ser e aqui está como fazer isso
√Č fato que a maior parte da literatura especializada ocidental acredita em Deus e Cristo, somente olhando-o por uma lente diferente. N√£o h√° um ritual que lhe aproxime de Deus, as coisas raramente s√£o t√£o simples. Entretanto, com estudo e medita√ß√£o o caminho come√ßa a ficar mais claro.
Entenda que não sou nenhum senhor da verdade, e o que te falo hoje posso descobrir ser mentira amanhã. Saiba também que um dos maiores problemas desse meio é a falta de um início claro, sendo as obras tidas como introdutórias porcarias completas. Dito isso, lhe respondo o seguinte:
  1. O caminho mais completo para se aproximar do que voc√™ quer come√ßa com no√ß√Ķes do pensamento Hel√™nico. Entenda que boa parte da vis√£o de mundo crist√£ vem da antiguidade cl√°ssica, principalmente as no√ß√Ķes de harmonia e belo. N√£o te pe√ßo para ler tudo o que j√° foi jogado ao ch√£o pelos gregos, mas saiba um pouco das origens das coisas. Tenha uma ideia b√°sica dos quatro humores gregos, e que essa √© uma das origens para atribuirmos personalidades aos elementos da natureza. Entenda um pouco dos seus deuses e Cosmos, porque eles ser√£o utilizados no futuro de forma metaf√≥rica em textos. Saiba que quando aparecer um hermafrodita em um texto especializado n√£o h√° conex√£o com desvios modernos, mas com um simbolismo mais antigo (Salvo engano, sua origem √© Plat√īnica. Mais especificamente, O Banquete, durante os discursos sobre amor).
  2. Entenda que boa parte da origem da magia ocidental vem da conflu√™ncia da cultura grega com a eg√≠pcia, incluindo a alquimia. A t√°bua esmeralda √© um texto obrigat√≥rio. Leia um pouco sobre o Axioma de Maria, A judia. Aprenda um pouco da simbologia alqu√≠mica, porque ser√° importante para voc√™ no futuro. √Č dentro da alquimia que ir√£o discursar sem final sobre a trindade (pelo menos os da corrente de Paracelso). N√£o se pretenda nenhum mestre dos espag√≠ricos, porque os qu√≠micos far√£o isso melhor do que voc√™. Entenda que n√£o havia essa separa√ß√£o absoluta entre o material e o espiritual, ent√£o os dois conhecimentos andaram juntos ao decorrer da hist√≥ria. Entenda tamb√©m que haviam escritores voltados especificamente para a alquimia espiritual, enquanto outros √† qu√≠mica.
  3. Estude a Cabala. Eu entendo que para alguns seja dif√≠cil dar aten√ß√£o √† Cabala Judaica com o surto conspiracionista chan√≠stico sobre a √≠ndole de todo um povo, mas querendo ou n√£o o juda√≠smo √© o Pai da f√© crist√£, sendo Jesus judeu. Entenda que a √°rvore da vida √© um estudo sobre Deus e suas emana√ß√Ķes, e dela vir√° uma boa parte de seu conhecimento.
  4. Leia as coisas atuais sobre o assunto. Dê atenção aos escritores herméticos, principalmente.
Ocultismo é um saco, pelo menos se você for estudar seriamente. Você pode perder a vida se tiver um projeto ambicioso como se aproximar de Deus.
Você também pode pular algumas etapas no que te falei. Sobre a parte do pensamento grego, saiba que boa parte é "dispensável". Dito isso, recomento que entenda um pouco sobre o funcionamento do Cosmos de Ptolomeu. Entenda também alguns dos símbolos planetários, porque seu entendimento irá lhe ajudar no futuro.
Pra me namorar tambéme tem que gostar dos animes:
Akame ga Kill! Akarui Sekai Keikaku Ana Satsujin Asu no Yoichi! Azumanga Daioh Balance Policy Black Cat BlazBlue: Remix Heart Chichi ga Loli na Mono de Choujigen Game Neptune: The Animation - Dengeki Comic Anthology Come Come Vanilla! Criminale! Dog Style Domina no Do! Eden no Ori Yu-gi-oh
Sobre assistir Yu-gi-oh; quando eu era adolescente, gostava (na época que passou na TV Globinho e era moda), mas hoje em dia não gosto mais; então não assistiria de novo.
Quanto às minhas lembranças marcantes de Yu-gi-oh:
Em 2003, Yu-gi-oh era moda e todo mundo na escola da quinta e da sexta série jogava com cartinhas piratas, já o pessoal da sétima e da oitava não se interessava. A propósito, em 2003 tiveram duas grandes modas de brinquedos baseados em animes, cartinhas de Yu-gi-oh e Beyblade. Outro brinquedo que todo mundo da quinta e da sexta série levava pra escola em 2003 depois que passou a moda de Yu-gi-oh e começou a moda da Beyblade era a Beyblade.
Outra lembrança marcante que tenho de Yu-gi-oh é que em 2003 na escola o pessoal criava suas próprias cartinhas, fazendo desenhos e estatísticas.
Fujimura-kun Mates Gantz Gou-Dere Bishoujo Nagihara Sora‚ô• Higurashi no Naku Koro ni Kai: Matsuribayashi-hen Hitsugi no Chaika Ichigo 100% Ichinensei ni Nacchattara In Bura!: Bishoujo Kyuuketsuki no Hazukashii Himitsu Jigokuren: Love in the Hell Jinzou Shoujo JoJo no Kimyou na Bouken Part 4: Diamond wa Kudakenai JoJo no Kimyou na Bouken Part 5: Ougon no Kaze JoJo no Kimyou na Bouken Part 6: Stone Ocean JoJo no Kimyou na Bouken Part 7: Steel Ball Run Kaibutsu Oujo Lucky‚ėÜStar Mahou no Iroha! Mahou Tsukai Kurohime Monster Hunter Orage Mujaki no Rakuen Needless Zero Nyotai-ka Onihime VS Oretama Perowan!: Hayakushinasai! Goshujinsama‚ô™ Re:Marina Rosario to Vampire Saitama Chainsaw Shoujo Sankarea School Rumble Shingetsutan Tsukihime Shocking Pink! Shurabara! Sora no Otoshimono Sora no Otoshimono Pico Akame ga Kill! Ana Satsujin Asu no Yoichi! Azumanga Daioh Balance Policy Black Cat BlazBlue: Remix Heart Chichi ga Loli na Mono de Choujigen Game Neptune: The Animation - Dengeki Comic Anthology Come Come Vanilla! Dorohedoro Nekopara Pet Toaru Kagaku no Railgun Magia Record: Mahou Shoujo Madoka‚ėÜMagica Gaiden Rikei ga Koi ni Ochita no de Shoumei shitemita.Rikei ga Koi ni Ochita no de Shoumei shitemita. Isekai Quartet 2Isekai Quartet 2 Ishuzoku Reviewers Somali to Mori no Kamisama Eizouken ni wa Te wo Dasu na!Eizouken ni wa Te wo Dasu na! Itai no wa Iya nano de Bougyoryoku ni Kyokufuri Shitai to Omoimasu.Itai no wa Iya nano de Bougyoryoku ni Kyokufuri Shitai to Omoimasu. Jibaku Shounen Hanako-kun Haikyuu!!: To the TopHaikyuu!!: To the Top Darwin's GameDarwin's Game Kyokou SuiriKyokou Suiri Plunderer
PRE REQUISITO: GOSTAR DE FILMES DE FAROESTE.
IMPORTANTE: Se você gosta de filmes de super heroi, pare de ler e va se foder.
Se você é assim, fique longe de mim.
N√ÉO QUERO AS MULHERES QUE: As que falam palavr√Ķes As que fumam As que usam drogas As que postam foto com bebida Que bebem (menos ūüć∑, isso √© coisa de dama) As que v√£o para balada, festa, rave etc As que postam fotos com short curto, decote ou sensuais
Há uma coisa que eu quero que você entenda sobre nós os homens.
Quando voc√™ colocar uma foto sua nua no facebook, fazendo uma pose gostosa, mostrando os seios ou como vemos em v√°rias fotos mostrando o bumbum ou deitada sedutoramente em sua cama, a √ļnica coisa que voc√™ faz √© que as pessoas tenham desejo sexual por voc√™, claro em A maioria dos casos por parte de homens.
Eu sei que voc√™ vai ficar t√£o emocionada com os 500 likes, 120 coment√°rios e as in√ļmeras mensagens privadas! Voc√™ vai querer postar cada vez mais fotos para se sentir cada vez mais no topo.
Mas há algo importante que você precisa saber:
Na verdade nenhum desses caras que gostam, comentam ou enviam mensagens privadas te ama. Tudo o que eles querem é usá-la e depois atirá-la para o lixo, para ser honesto nenhum deles a levaria para sua casa para ser sua esposa, acredite em mim, você para eles não é mais que uma menina de programa em busca de popularidade barata No Facebook.
Os homens ricos os que tem o que você procura "dinheiro" ou os pobres admiram as mulheres que se vestem com decência e se respeitam. Uma vestimenta decente que não revela muito o seu corpo, leva-os a amar e a respeitar-te, isto a simples vista nos diz que és uma mulher virtuosa, alguém a quem se pode levar para casa para ser esposa e mãe.
Isto em muitos casos diz-lhes que você foi criada com princípios morais e lhes dá detalhes do seu bom histórico familiar.
Eles n√£o se preocupam muito com a maquiagem excessiva, uma mulher digna de propor casamento sempre se distingue do monte, n√£o importa como.
Valoriza seu corpo, lembre-se que para encontrar diamantes é preciso cavar, respeita, e um verdadeiro homem vai te respeitar de um modo ou de outro.
Mas você terá muito respeito: Mulher, não mostre seu corpo no facebook, você não sabe que tipo de pessoas, venha suas coisas, você é uma mulher bela, não precisa de fotos, nem mostrar tanto, você pode conquistar com sua simpatia, com seu educacióncon seu sonrrisa,
As que j√° ficaram com amigos seus, ou que ficam com mais de 3 em um √ļnico ano As que n√£o trabalham ou estudam (ou que est√£o em um curso irrelevante de humanas) As que n√£o sabem o b√°sico de uma casa, como lavar, passar roupa, cozinhar, trocar fralda, etc As interesseiras As que est√£o pedindo presentes sempre As que j√° est√£o comprometidas As n√£o gostam de crian√ßas ou dizem que n√£o querem ter filhos (pessoas que n√£o querem ter filhos n√£o s√£o confi√°veis) As que tem piercing de bufalo
submitted by NoiteAmorosa to DiretoDoZapZap [link] [comments]


Pedido de namoro - Alex e Karol Cardoso (HD) - YouTube CRIAN√áAS PODEM NAMORAR? COM QUE IDADE VOC√ä PODE NAMORAR ... Th√©o Medon - MENINA ( Official Music Video ) - YouTube CRIAN√áA VS. ADOLESCENTE DO NAMORO - Roberta Pupi - YouTube Magali - Os adolescentes  Narra M√īnica - YouTube 10 COISAS QUE MENINAS GOSTAM EM MENINOS - YouTube Meninas ind√≠genas trocam virgindade por doce no AM - YouTube Adulto relacionando-se com adolescente

Como seduzir um adolescente - 13 dicas

  1. Pedido de namoro - Alex e Karol Cardoso (HD) - YouTube
  2. CRIANÇAS PODEM NAMORAR? COM QUE IDADE VOCÊ PODE NAMORAR ...
  3. Théo Medon - MENINA ( Official Music Video ) - YouTube
  4. CRIANÇA VS. ADOLESCENTE DO NAMORO - Roberta Pupi - YouTube
  5. Magali - Os adolescentes Narra M√īnica - YouTube
  6. 10 COISAS QUE MENINAS GOSTAM EM MENINOS - YouTube
  7. Meninas indígenas trocam virgindade por doce no AM - YouTube
  8. Adulto relacionando-se com adolescente

No v√≠deo de hoje listamos 10 coisas que √†s meninas gostam nos meninos. N√£o esque√ßam de deixar seu like, se inscrever, e ativar √†s notifica√ß√Ķes. At√© a pr√≥xima... Leia mais: http://folha.com/no1179966 Magali n¬į 168 da editora Globo (Novembro, 1995) Sigam o novo instagram do canal: @narramonica Vozes: Magali - Alice Santana Magali adolescente - Ana Cajuela ... O v√≠deo de hoje √© um Bate Papo sobre a inf√Ęncia e a adolesc√™ncia. Falei sobre namoro, com que idade a crian√ßa pode come√ßar a namorar, como fazer os pais acei... Meu primeiro clipe da minha primeira m√ļsica autoral! Curtam muito! Agradecimento: Col√©gio Estrela S√≠rius Participa√ß√£o Especial: Melissa N√≥brega Elenco: Dudu ... (EU S√ď FILMEI, N√ÉO SOU EU NO V√ćDEO!!) ... CURTAM MINHA P√ĀGINA NO FACEBOOK: https://www.facebook.com/BrunoRausch.Fotografia Col√©gio de Aplica√ß√£o da UNIVALI - ... Inscreva-se aqui: https://goo.gl/smM9C8 Meu outro canal: https://www.youtube.com/pupigames CONTATO: [email protected] Se inscreva para receber v√≠d... This feature is not available right now. Please try again later.